PPGH/CCHLA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM HISTÓRIA DEPARTAMENTO DE HISTÓRIA Telefone/Ramal: Não informado https://posgraduacao.ufrn.br/ppgh

Banca de QUALIFICAÇÃO: MARIA JOSÉ FÉLIX MARTINS

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : MARIA JOSÉ FÉLIX MARTINS
DATA : 30/08/2022
HORA: 14:00
LOCAL: meet.google.com/mth-ifzi-uew
TÍTULO:

ILHA BELA, ESPAÇOS DA RECORDAÇÃO: Entre ruínas, memórias e o direito de narrar (Ceará-Mirim, 2002-2022).


PALAVRAS-CHAVES:

Ilha Bela, memória, identidade, patrimônio.


PÁGINAS: 63
RESUMO:

Este trabalho tem como objetivo analisar a memória construída para a comunidade de IlhaBela,   localizada   na   zona   rural   da   cidade   de   Ceará-Mirim,   que   faz   parte   da   regiãometropolitana da capital do Rio Grande do Norte. Mais especificamente,   o   estudo   aquianalisado parte das memórias dos reminiscentes da Ilha Bela no tempo presente, o tempo dasruínas. A comunidade entrou em processo de arruinamento na década de 1990, quando seusúltimos   moradores   foram   obrigados   a   deixar   suas   residências,   que   em   seguida   foramdemolidas, restando apenas as ruínas do prédio da usina de açúcar, que foi a base econômicada população ilhabelense e parte importante da produção açucareira na cidade de Ceará-Mirim.   A   partir   da   década   de   1990,   quando   as   casas   foram   demolidas,   o   grupo   dereminiscentes que vivenciou o lugar no tempo em que a usina ainda produzia e servia devínculo empregatício sentiu a necessidade de continuar a se reunir para rememorar os anos deprática e experiência no local que faz parte de suas histórias de vida. Os encontros de ex-moradores da Ilha Bela se iniciaram no ano de 2002, e a partir de então acontecem todos osanos, no mês de dezembro, reunindo sujeitos que hoje habitam diferentes estados do país. Asreuniões  crescem  em número  de presentes  a  cada  ano,  e   serviram  de   inspiração para  aprodução de um livro de memórias sobre a Ilha Bela, escrito pelo ex-morador da comunidadeFrancisco Canindé Dias, que publicou o seu texto intitulado “Recordações da Ilha Bela” noano de 2007. O livro compõe as fontes principais analisadas neste estudo sobre as memóriasde Ilha Bela no tempo presente e as memórias que vêm sendo construídas com o passar dosanos nas reuniões anuais e que servem de objeto de representação para o grupo que persisteem recordar o espaço


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1518086 - FRANCISCO DAS CHAGAS FERNANDES SANTIAGO JUNIOR
Interno - 2277360 - MAGNO FRANCISCO DE JESUS SANTOS
Presidente - 1170781 - MARGARIDA MARIA DIAS DE OLIVEIRA
Notícia cadastrada em: 27/07/2022 13:53
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa21-producao.info.ufrn.br.sigaa21-producao