PPGH/CCHLA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM HISTÓRIA DEPARTAMENTO DE HISTÓRIA Telefone/Ramal: Não informado https://posgraduacao.ufrn.br/ppgh

Banca de DEFESA: PAULO HIGOR DUARTE DE SOUZA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : PAULO HIGOR DUARTE DE SOUZA
DATA : 31/05/2022
HORA: 14:00
LOCAL: meet.google.com/asg-dfgy-kdj
TÍTULO:
(RE)CANTOS DE SAUDADE DA TERRA NATAL: A CONSTRUÇÃO SONORA DO NORDESTE NA OBRA DE LUIZ GONZAGA (1941-1968)

PALAVRAS-CHAVES:

Nordeste; Rádio; Luiz Gonzaga; Paisagem Sonora


PÁGINAS: 125
RESUMO:

O presente trabalho propõe discutir de que forma se organizou um dado regime de audibilidade atrelado a região nordeste a partir da instrumentalização de um arquivo sonoro ligado a esta região na obra do sanfoneiro pernambucano Luiz Gonzaga (1912 – 1989). Para tanto, concentraremos a análise na atuação do artista no rádio, mais especificamente no programa “No Mundo do Baião” (1950-1951), estrelado por ele e seus principais parceiros de composição – Humberto Teixeira (1915- 1979) e Zé Dantas (1921 – 1962) – na Rádio Nacional. Partindo desta documentação e recorte, buscaremos mostrar de que forma a construção de dadas espacialidades está ligada a uma apreensão e composição simbólica do espaço, que no caso em questão envolve a articulação de elementos, marcos sonoros e sons fundamentais atribuídos ao Nordeste e que conferem à região uma pretensa pureza estética, cultural e formal. Uma análise mais aprofundada sobre a obra de Luiz Gonzaga nos permitirá entender as condições históricas de possibilidade do surgimento do baião e dos outros ritmos agenciados por Gonzaga nessa enunciação de uma paisagem sonora nordestina através dos mecanismos da produção radiofônica no Rio de Janeiro da década de 50. Nesse sentido, este trabalho buscará narrar o processo de composição dessa espacialidade na obra gonzagueana através da articulação dos elementos formais, estéticos e do “arquivo sonoro” que tentaram fixar à região sua pretensa autenticidade e pureza, com as condições materiais de produção, recepção e circulação da música nos grandes centros do Brasil no recorte exposto, bem como a própria trajetória do artista, seus percursos e percalços até a consagração como “artista do Nordeste”.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 380.095.524-53 - DURVAL MUNIZ DE ALBUQUERQUE JUNIOR - UEPB
Interno - 043.394.804-36 - FRANCISCO FIRMINO SALES NETO - UFCG
Externo à Instituição - ADALBERTO DE PAULA PARANHOS - UFU
Notícia cadastrada em: 17/05/2022 13:19
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa14-producao.info.ufrn.br.sigaa14-producao