Banca de QUALIFICAÇÃO: ALEXSANDRO LINO DA COSTA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : ALEXSANDRO LINO DA COSTA
DATA : 06/10/2022
HORA: 10:00
LOCAL: CCHLA
TÍTULO:

MORTE-APRENDIZAGEM EM CIRANDA DE PEDRA E EM A CONFISSÃO DA LEOA: ROMANCES DE FORMAÇÃO E TANATOLOGIA


PALAVRAS-CHAVES:

morte-aprendizagem; romance de formação; literatura contemporânea; Lygia Fagundes Telles; Mia Couto


PÁGINAS: 60
RESUMO:

Este trabalho verifica a hipótese da morte-aprendizagem a partir da recorrência do tema morte nos romances Ciranda de pedra (publicado originalmente em 1954), de Lygia Fagundes Telles, e A confissão da leoa (2012), de Mia Couto. Observamos como o processo de finitude (o morrer, os mortos, o luto, a melancolia e o reinvestimento libidinal em novos objetos amorosos) funciona como catalisador do desenvolvimento humano nas personagens protagonistas que, imersas em sucessivas experiências de morte (biológica/ natural e simbólica/ metafórica), amadurecem psíquica, afetiva e socialmente, configurando-se as obras como romances de formação (PINTO, 1990; MAZZARI, 2010; MORETTI, 2020). A partir de uma fundamentação teórica transdisciplinar (Psicanálise, Biologia, Etnologia Social, Filosofia e História), discorremos sobre como o morrer e o lidar com os mortos têm se configurado na sociedade, reverberando subjetivamente na formação das personagens em análise. Tendo-se em vista a existência de poucos trabalhos que relacionam a temática da morte com obras literárias, ratifica-se a relevância desta pesquisa, que contribui para a área de estudos da Literatura Comparada, unindo a literatura africana moçambicana e a literatura brasileira contemporâneas.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1299003 - DERIVALDO DOS SANTOS
Interno - 1675070 - JOSE LUIZ FERREIRA
Externo à Instituição - WELLINGTON MEDEIROS DE ARAUJO - UERN
Notícia cadastrada em: 27/09/2022 15:14
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa07-producao.info.ufrn.br.sigaa07-producao