Banca de DEFESA: MARIA DO SOCORRO MEDEIROS AMARANTE

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: MARIA DO SOCORRO MEDEIROS AMARANTE
DATA: 15/12/2015
HORA: 09:00
LOCAL: Auditório do Departamento de Morfologia
TÍTULO:

EFEITO DO EXTRATO HIDROALCÓOLICO DE Turnera subulata NA COLITE ULCERATIVA INDUZIDA POR ÁCIDO ACÉTICO EM RATOS


PALAVRAS-CHAVES:

Turnera subulata. Colite Ulcerativa. Histopatologia.


PÁGINAS: 60
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Medicina
SUBÁREA: Anatomia Patológica e Patologia Clínica
RESUMO:

As doenças inflamatórias intestinais abrangem um conjunto de desordens crônicas
inflamatórias, entre elas a colite ulcerativa (CU). O tratamento da CU se baseia no uso
de anti-inflamatórios, porém estes fármacos podem apresentam efeitos colaterais, o que
estimula a busca de novas terapias. O objetivo desse trabalho foi avaliar o efeito do
extrato hidroalcoólico de Turnera subulata na colite ulcerativa aguda induzida por ácido
acético em ratos. CU foi induzida em ratos Wistar com a instilação de 1ml de ácido
acético 4% via retal. 42 animais foram distribuídos em 6 grupos experimentais: Grupo
Controle, Grupo Colítico, Grupo Sulfasalazina 500mg/Kg/dia (SSZ), Grupo T. subulata
50mg/Kg/dia (TS 50mg), Grupo T. subulata 100mg/Kg/dia (TS 100mg), Grupo T.
subulata 200mg/Kg/dia (TS 200mg). Durante o experimento foram avaliados
diariamente, o consumo alimentar, ingestão hídrica e peso dos animais. Os animais
foram eutanasiados e o colón foi exposto para análise macroscópica. Fragmentos do
cólon foram utilizados para análise microscópica e avaliação do estresse oxidativo. A
diferença entre as médias foi analisada por ANOVA a um nível de significância de 5%
(p<0,05) com o auxílio do Software GraphPad Prism. A análise dos resultados
demonstrou que o Grupo Sulfassalazina teve a maior perda de peso ao longo do
experimento, 14,78% e o menor consumo alimentar de 6,23g de ração ao dia, os grupos
tratados com o extrato de T. subulata não apresentaram perda de peso significativa
quando comparados com o Grupo Controle. O Grupo Colítico apresentou o maior
escore macroscópico 6,5; enquanto o Grupo TS 50mg teve um menor escore 1,0. A
avaliação microscópica mostrou a presença de edema, hemorragia, ulceração em todos
os grupos experimentais, exceto o Controle. No entanto, o Grupo TS 50mg apresentou o
processo inflamatório em menor intensidade. A avaliação do estresse oxidativo revelou
que os grupos tratados com o extrato de T. subulata modularam a atividade das enzimas
catalase e superóxido desmutase. Observou-se ainda redução na peroxidação lipídica e
protéica. Assim, é possível concluir que o extrato hidroalcóolico de T. subulata teve
ação anti- inflamatória e antioxidante na colite ulcerativa experimental.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 4507066 - CHRISTINA DA SILVA CAMILLO
Externo à Instituição - JEYMESSON RAPHAEL CARDOSO VIEIRA - UFPE
Externo ao Programa - 1490222 - SILVANA MARIA ZUCOLOTTO LANGASSNER
Notícia cadastrada em: 25/11/2015 17:42
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa24-producao.info.ufrn.br.sigaa24-producao