PPGMUS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM MÚSICA ESCOLA DE MÚSICA Telefone/Ramal: Não informado https://posgraduacao.ufrn.br/ppgmus

Banca de QUALIFICAÇÃO: MAURICIO ESLABÃO DA FONSECA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : MAURICIO ESLABÃO DA FONSECA
DATA : 06/10/2021
HORA: 09:00
LOCAL: Videoconferência
TÍTULO:

A INCLUSÃO NO ENSINO SUPERIOR EM MÚSICA: Um estudo com licenciandos
com deficiência visual na EMUFRN


PALAVRAS-CHAVES:

Inclusão; Ensino Superior em Música; Deficiência Visual.


PÁGINAS: 68
RESUMO:

Essa pesquisa está centrada nos processos de inclusão de pessoas com deficiência visual no ensino
superior da subárea da música. Nessa perspectiva, teve como objetivo geral investigar o processo de
inclusão dos alunos com deficiência visual no Curso Licenciatura em Música da Escola de Música da
Universidade Federal do Rio Grande do Norte (EMUFRN). Neste sentido, este trabalho está apoiado
em autores que tratam sobre a inclusão no ensino superior (MELO, 2013; TRAQUEIA, 2015;
MARÇAL, 2013), e também em autores que abordam a inclusão de pessoas com deficiência visual no
ensino superior em música (MELO, 2010; SILVA, 2013), contemplando ainda discussões que
correlacionam estas áreas com o ensino remoto emergencial (MOREIRA et al., 2020; APPENZELLER
et al., 2020; MOCELIN e MACHADO, 2020; SCHNEIDER e SCHNEIDER 2020). A metodologia
utilizada neste trabalho foi pautada em uma abordagem qualitativa de pesquisa, tendo como método, o
estudo de caso. Como instrumentos de construção dos dados utilizei entrevistas semiestruturadas com
dois públicos alvo, os alunos com deficiência visual do Curso de Licenciatura em Música e
profissionais que coordenam o Setor de Musicografia Braille e Apoio à Inclusão (SEMBRAIN), de
modo a compreender como tem acontecido o processo de inclusão destes alunos no ensino superior em
música na EMUFRN. Como resultados parciais obtidos percebo que, apesar de termos poucos
alunos(as) com deficiência visual no curso, suas percepções acerca da inclusão variam de muito
otimistas até aquelas demasiadamente críticas. Por fim, acredito que este trabalho pode contribuir para
que a inclusão das pessoas com deficiência visual aconteça de forma significativa, tomando como base
os paradigmas levantados por este estudo na Universidade Federal do Rio Grande do Norte – UFRN.


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 1149542 - FRANCISCO RICARDO LINS VIEIRA DE MELO
Presidente - 1648016 - JEAN JOUBERT FREITAS MENDES
Interno - 079.106.026-85 - MARIO ANDRE WANDERLEY OLIVEIRA - UFRGS
Notícia cadastrada em: 23/09/2021 14:47
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2021 - UFRN - sigaa17-producao.info.ufrn.br.sigaa17-producao