Banca de DEFESA: DYEGO FELIPE DE LIMA LEITE

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: DYEGO FELIPE DE LIMA LEITE
DATA: 15/03/2013
HORA: 09:00
LOCAL: Sala 01 - PPGPA
TÍTULO:

Consumo e digestibilidade aparente de dietas com níveis crescentes do subproduto do caju em ovinos.


PALAVRAS-CHAVES:

Alimentos alternativos, marcadores, resíduos da agroindústria, ruminantes, subprodutos, valor nutritivo.


PÁGINAS: 43
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Zootecnia
SUBÁREA: Produção Animal
RESUMO:

O presente estudo foi conduzido com o objetivo de avaliar o consumo e a digestibilidade aparente de dietas contendo níveis crescentes do subproduto do caju em ovinos, fazendo-se uso de substâncias indicadoras. Foram utilizados 16 ovinos ½ sangue Dorper x ½ Santa Inês, com peso vivo de ±19,5kg e 45 dias de idade, distribuídos em um delineamento experimental inteiramente casualizado, sendo quatro tratamentos (0%, 20%, 40%, 60%) de inclusão do subproduto do caju e quatro repetições, perfazendo-se 16 observações. Os indicadores utilizados foram a Lignina Purificada e Enriquecida - LIPE® e o Dióxido de Titânio (TiO2). Ambos foram administrados de forma manual diretamente na boca dos animais, sendo o TiO2 fornecido no formato de balas de papel manteiga na quantidade de 5g/animal/dia por um período de sete dias de adaptação e cinco de coletas. Já o indicador LIPE® foi administrado no formato de cápsulas de 250mg/animal/dia por um período de dois dias de adaptação e cinco dias de coletas sendo o mesmo, fornecido com a ajuda de uma mangueira de plástico e um dispositivo que permitisse o lançamento da cápsula no esôfago dos ovinos. Os indicadores foram capazes de estimar os resultados de consumo e digestibilidade dos nutrientes, havendo efeito de regressão (P<0,01) do consumo em função dos níveis crescentes do subproduto do caju nas dietas com a estimativa do indicador LIPE® apresentando melhores resultados de consumo e digestibilidade para as dietas sem inclusão do subproduto do caju, (tratamento 1 = 0%). Para o indicador dióxido de titânio não houve efeito de regressão (P>0,05) dos níveis crescentes do subproduto do caju sob as variáveis estudadas, sendo observados melhores resultados de consumo e digestibilidade dos nutrientes nos níveis mais elevados de inclusão do subproduto do caju, (tratamento 4 = 60%). Com base nas estimativas de ambos os indicadores, o consumo e digestibilidade das dietas dos ovinos não foi satisfatório com a inclusão deste subproduto, havendo a necessidade de mais estudos com este subproduto do caju nas diversas categorias de animais.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1149546 - EMERSON MOREIRA DE AGUIAR
Externo à Instituição - LUIZ JANUÁRIO MAGALHAES AROEIRA - UFERSA
Externo à Instituição - MARCELO DE ANDRADE FERREIRA - UFRPE
Externo à Instituição - NIVEA REGINA DE OLIVEIRA FELISBERTO - CAPES
Notícia cadastrada em: 05/03/2013 15:16
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2021 - UFRN - sigaa06-producao.info.ufrn.br.sigaa06-producao