Banca de QUALIFICAÇÃO: PEDRO ETELVINO DE GOES NETO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: PEDRO ETELVINO DE GOES NETO
DATA: 11/02/2014
HORA: 09:00
LOCAL: EMPARN
TÍTULO:

CONSUMO, PRODUÇÃO E COMPOSIÇÃO FÍSICO-QUÍMICA DO LEITE DE CABRAS ALIMENTADAS COM DIFERENTES ESPÉCIES DE CACTÁCEAS


PALAVRAS-CHAVES:

caprinocultura leiteira, Cereus jamacaru, Cereus squamosus, ingestão de água, Pilosocereus gounellei, semiárido


PÁGINAS: 50
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Zootecnia
RESUMO:

O objetivo do presente trabalho foi avaliar o efeito da utilização de cactáceas nativas e exóticas ao nível de 50% na MS de inclusão na dieta total, sobre o consumo de nutrientes, ingestão de água, produção e composição físico-química do leite, com cabras em lactação. Foram utilizadas 5 cabras Saanen pluríparas (50±4 kg) alocadas em quadrado latino de acordo com cactáceas fornecidas nas dietas, constando de cinco períodos de 17 dias, sendo 10 dias de adaptação e 7 para coleta de dados,  cinco tratamentos com as seguintes cactáceas: xiquexique, mandacaru, facheiro, palma miúda e palma orelha de elefante mexicana. O consumo de matéria seca variou de 1.967,58 a 2.602,46 (g/dia) entre as cactáceas e teve uma média de 2.251,84 (g/dia). Observou-se que o consumo de matéria seca CMS (g/kg0,75) variou de 102,75 à 136,78 entre as cactáceas estudadas. O consumo de matéria seca (%PV) variou de 3,84 à 5,11 com média de 4,47. A produção de leite em (g/dia) variou de 1.692,60 a 2.090,40.  O consumo de água oferecida variou entre 4.549g (xiquexique) a 8.749 (palma miúda). As cabras alimentadas com palma miúda apresentaram-se com as maiores produções de leite (g/dia) com valores médio de 2.091. Não houve diferença na composição físico-química do leite estando os teores de gordura, proteína bruta, lactose e sólidos totais a cima do mínimo permitido pela legislação para leite de cabra no Brasil. A utilização de cactáceas ao nível de 50% MS na inclusão da dieta total proporcionou consumo de nutrientes suficientes para atender as exigências dos animais para a produção de leite sem alterar a sua composição físico-química.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1149546 - EMERSON MOREIRA DE AGUIAR
Interno - 1726100 - MARCONE GERALDO COSTA
Externo à Instituição - JOSÉ GERALDO MEDEIROS DA SILVA - EMPARN
Externo à Instituição - MARGARETH MARIA TELES - UFRN
Notícia cadastrada em: 10/02/2014 08:34
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2021 - UFRN - sigaa11-producao.info.ufrn.br.sigaa11-producao