Banca de DEFESA: LIDIANE CARLA DOS SANTOS BORGES

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : LIDIANE CARLA DOS SANTOS BORGES
DATA : 01/06/2021
HORA: 14:00
LOCAL: https://meet.google.com/xox-oxgy-akr
TÍTULO:

METODOLOGIAS ATIVAS DE ENSINO-APRENDIZAGEM: A PERCEPÇÃO DOS PRECEPTORES DA ESCOLA MULTICAMPI DE CIÊNCIAS MÉDICAS DO RIO GRANDE DO NORTE


PALAVRAS-CHAVES:

Ensino em Saúde; Metodologia Ativa; Preceptoria.


PÁGINAS: 82
RESUMO:

A necessidade de mudanças na escolarização possibilitou utilizar novas formas de ensinar e aprender mais sintonizadas com as demandas da sociedade. No contexto brasileiro, as Metodologias Ativas (MA) de ensino-aprendizagem têm sido adotadas, em consonância com as Diretrizes Curriculares Nacionais, a fim de que haja a participação ativa do estudante e que este possa tornar-se protagonista na construção do seu conhecimento. Para isso, o preceptor em saúde emerge num papel essencial nesse processo, sendo o profissional que atua dentro do ambiente de assistência nos serviços de saúde, convertendo-o também em ambiente de ensino para a prática profissional. Assim, o objetivo desse estudo foi identificar as concepções e práticas de preceptores acerca do uso de MA de ensino-aprendizagem no contexto da preceptoria em saúde vinculada a Escola Multicampi de Ciências Médicas do Rio Grande do Norte (EMCM-RN). Estudo com abordagem metodológica quanti-qualitativa, do tipo exploratório-descritivo, desenvolvido com os preceptores vinculados ao mestrado da EMCM-RN. A coleta de dados foi realizada através de formulário online, com análise dos dados quantitativos por meio da estatística descritiva simples. A análise qualitativa se deu através do Discurso do Sujeito Coletivo. Os resultados desse estudo permitiram encontrar para o perfil dos preceptores uma idade média de 36 anos, tempo de formação média de 10,2 anos, e tempo de atuação da preceptoria de em média 3,6 anos. A maioria do sexo feminino, com formação acadêmica em Enfermagem, e a maior titulação acadêmica foi a Especialização. Além disso, metade deles referiu utilizar as MA no seu campo de atuação, sendo as citadas: Fishbowl, PBL, Problematização, Simulação, TBL, Discussão ou Estudo de casos. Tais resultados permitiram ainda perceber que as MA possibilitam uma excelente articulação entre as experiências diárias vivenciadas na prática dos serviços, e a educação baseada na construção do conhecimento, numa inter-relação firmada entre os preceptores e os discentes. Para tanto, é preciso que conheça e faça uso de diferentes formas de facilitar o conhecimento. Além disso, pode-se considerar que as MA apresentam a possibilidade para construção de novas formas de conduzir a formação em saúde, por ser um possível instrumento de superação dos modelos tradicionais de ensino. Por fim, considera-se que a percepção dos preceptores sobre as MA de ensino aprendizagem é de grande importância para a construção de ações que atendam às suas necessidades pedagógicas para o processo de formação de novos profissionais de saúde.

 


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 3549899 - FABIANA BARBOSA GONCALVES
Interno - 3050287 - EUDES EULER DE SOUZA LUCENA
Interno - 3143237 - RAPHAEL RANIERE DE OLIVEIRA COSTA
Externa à Instituição - ALESSANDRA MAZZO - USP
Notícia cadastrada em: 17/05/2021 18:07
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa25-producao.info.ufrn.br.sigaa25-producao