Banca de QUALIFICAÇÃO: MONALISA MICHELLE OLIVEIRA DOS SANTOS

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : MONALISA MICHELLE OLIVEIRA DOS SANTOS
DATA : 14/08/2020
HORA: 09:00
LOCAL: Plataforma Virtual - GoogleMeet
TÍTULO:

A IMPORTÂNCIA DA RESIDÊNCIA MULTIPROFISSIONAL MATERNO- INFANTIL/ EMCM/ UFRN NA ASSISTÊNCIA À MULHER DURANTE O PROCESSO DE PARTO NORMAL NO HOSPITAL DO SERIDÓ EM CAICÓ-RN


PALAVRAS-CHAVES:

Parto normal; Parto humanizado; Humanização da assistência.


PÁGINAS: 65
RESUMO:

No Brasil, o processo de nascimento encontra-se num cenário de medicalização e hospitalização, permanecendo um desafio a redução da morbimortalidade materna, perinatal e infantil para saúde pública. No entanto, há avanços significativos desde a década de 1990 nas políticas públicas de saúde do MS, que visam o resgate do parto normal, com uma atenção mais humanizada, respeito à fisiologia do processo natural, sem intervenções desnecessárias, com uma assistência qualificada e digna, empoderando a mulher. Em Caicó, interior do Rio Grande do Norte, teve início em 2018 a primeira turma do Programa de Residência Multiprofissional em Saúde MaternoInfantil, com estágios cursados no Hospital do Seridó. A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), por meio da Escola Multicampi de Ciências Médicas (EMCM) oferta anualmente 12 vagas, contemplando duas vagas para cada uma das seguintes profissões: Enfermagem, Farmácia, Fisioterapia, Nutrição, Psicologia e Serviço Social. O presente estudo tem como objetivo geral: Entender a importância da Residência Multiprofissional MaternoInfantil/EMCM/UFRN na assistência à mulher durante processo de parto normal no Hospital do Seridó em Caicó-RN. Possui como objetivos específicos: Caracterizar a amostra do estudo sociodemograficamente; Descrever a rotina da assistência ao trabalho de parto, parto e pós parto no Hospital do Seridó; Entender quais as contribuições da Residência Multiprofissional Materno-Infantil na trajetória natural do nascimento; Identificar os limites para as boas práticas de assistência ao parto e nascimento. Trata-se de uma pesquisa do tipo exploratório-descritiva de abordagem qualitativa. A pesquisa foi realizada na maternidade do Hospital do Seridó, pertencente ao município de Caicó, interior do estado do Rio Grande do Norte. Foram aplicados questionários semiestruturados aos preceptores, aos estudantes da residência (R2) e às puérperas de parto normal. Como contribuições trazidas pela inserção da Residência Multiprofissional no HS, temos a implantação dos métodos não farmacológicos de alívio de dor durante o partejamento, as visitas multiprofissionais e alta compartilhada para orientações dessas mulheres durante a internamento. Quando ocorre o trabalho de parto, nesse momento os residentes atuam com os métodos não farmacológicos de alívio de dor, auxiliando essas gestantes para que elas tenham um parto normal humanizado e seja protagonista do evento. Os residentes implantaram o uso dos métodos não farmacológicos de alívio de dor, tais como: bola de bobath, espaldar ou barra de ling, massagens, banho morno, aromoterapia, cromoterapia, musicoterapia, exercícios respiratórios e de mobilidade pélvica. Como barreiras, existem, a necessidade de capacitação dos profissionais, além de problemas de infraestrutura, falta de materiais e equipamentos, tais como: quartos PPP, ambientes climatizados, informatização e etc., o que dificulta o manejo das boas práticas no trabalho de parto. Sendo necessário investimentos em recursos humanos e recursos materiais, e um empenho maior da gestão a esse serviço tão importante, não apenas para Caicó, mas para a população da região do Seridó que recebe assistência obstétrica através do Hospital do Seridó.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 3055811 - ANA CARINE ARRUDA ROLIM
Interno - 3050287 - EUDES EULER DE SOUZA LUCENA
Externo à Instituição - HERLA MARIA FURTADO JORGE - UFPI
Notícia cadastrada em: 07/08/2020 16:03
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa12-producao.info.ufrn.br.sigaa12-producao