Banca de QUALIFICAÇÃO: JARDÊNIA AZEVEDO DA SILVA NORONHA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : JARDÊNIA AZEVEDO DA SILVA NORONHA
DATA : 29/07/2020
HORA: 14:00
LOCAL: Plataforma virtual
TÍTULO:

O SERVIÇO DE ATENDIMENTO MÓVEL ÀS URGÊNCIAS COMO CENÁRIO PARA A FORMAÇÃO MÉDICA: POTENCIALIDADES E DESAFIOS


PALAVRAS-CHAVES:

Formação Médica. Integração ensino-serviço-comunidade. SAMU.


PÁGINAS: 76
RESUMO:

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) do Rio Grande do Norte em um processo de descentralização chegou a região do Seridó e Trairi nos anos de 2013 e 2014, com objetivo de alcançar precocemente as vítimas acometidas por agravos a saúde, sejam eles clínicos ou traumáticos. Neste mesmo período, a Escola Multicampi de Ciências Médicas do Rio Grande do Norte (EMCM/UFRN) iniciou suas atividades acadêmicas no curso de graduação em medicina, com metodologias ativas desenvolvendo cada vez mais a autonomia dos discentes e promovendo uma aproximação precoce destes com os serviços de saúde e com a comunidade. Através do módulo de Vivência Integrada na Comunidade 7 (VIC), o SAMU dos municípios de Caicó, Currais Novos e Santa Cruz, recebeu os estudantes do 7º período do curso de medicina para conhecer a rotina e o funcionamento do serviço além de acompanhar o processo de trabalho da equipe multiprofissional em seu labor cotidiano. A pesquisa que segue busca identificar as potencialidades e desafios da experiência formativa no atendimento pré-hospitalar na ótica do estudante. Este é um estudo de natureza qualitativa, exploratório e descritivo que utilizou como dados tanto a experiência da pesquisadora no SAMU quanto os relatos dos estudantes acerca do impacto da inserção do SAMU em sua formação nos anos de 2017, 2018 e 2019. De nossa análise temática foram criadas quatro categorias, a saber:  “O momento no SAMU central, consistiu apenas numa conferência”; “Ao adentrar o serviço nos tornamos parte daquilo que antes era um mera especulação”;  “Toda experiência é válida para a formação, mesmo que não alcancemos todas as expectivas”; e “Ensinar e aprender são molas mestras de um mesmo processo”, com as quais pudemos trabalhar as falas dos alunos. A VIC7 no SAMU impactou de forma positiva tanto na formação dos estudantes quanto no serviço. Baseado nos resultados, esse trabalho tenciona impulsionar o SAMU e a EMCM-UFRN a sanar ou minimizar as fragilidades apontadas para garantir um maior aproveitamento da VIC servindo de direcionamento para outras instituições formadoras que desejem implantar essa metodologia em suas grades curriculares e dessa forma possa refletir positivamente na formação dos estudantes de medicina.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2249092 - ANA LUIZA DE OLIVEIRA E OLIVEIRA
Interno - 3050428 - DIEGO BONFADA
Externa à Instituição - ISABEL KAROLYNE FERNANDES COSTA - EBSERH
Notícia cadastrada em: 24/07/2020 09:56
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa26-producao.info.ufrn.br.sigaa26-producao