Banca de DEFESA: MARIA GORETTE LOURENCO DA SILVA ARAGAO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : MARIA GORETTE LOURENCO DA SILVA ARAGAO
DATA : 27/12/2018
HORA: 11:00
LOCAL: A combinar
TÍTULO:

SEGURANÇA DO PACIENTE: EFEITOS DE UMA INTERVENÇÃO EDUCACIONAL PARA ESTUDANTES DE MEDICINA


PALAVRAS-CHAVES:

Segurança do Paciente; Ensino; Escolas médicas.


PÁGINAS: 50
RESUMO:

Introdução: A assistência segura à saúde converteu-se em um indicador de qualidade e destina-se a prevenção dos eventos adversos, tais como: quedas, erros na administração de medicamentos, falhas na identificação do paciente, erros cirúrgicos, infecções hospitalares, manuseio inadequado de dispositivos e equipamentos médico-hospitalares. O ensino desta temática nos cursos de graduação é estimulado pelo guia curricular da organização mundial de saúde e pelo programa nacional de segurança do paciente, apesar de ainda ser incipiente nos currículos dos cursos médicos. No Curso de Medicina da UFRN, é oferecida como disciplina optativa, mas com pouca participação dos estudantes. Este projeto teve como objetivo analisar o conhecimento e introduzir um curso sobre segurança do paciente para alunos de medicina da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), no início das atividades do internato.

Metodologia: Estudo quase experimental, longitudinal, com abordagem quantitativa. A população foi composta por discentes do curso médico da UFRN, durante estágio curricular obrigatório, realizado no Hospital Universitário Onofre Lopes (HUOL), no período de janeiro a junho de 2017. Um questionário estruturado com perguntas fechadas, utilizando a escala de Likert, foi aplicado aos estudantes no início e no final do estágio para avaliar seu conhecimento acerca de assistência segura. Também realizaram uma prescrição médica para um caso clínico predeterminado no início e no final do estágio, que foi avaliada através de indicadores de prescrição segura. Os alunos participaram de um curso ministrado por docentes e membros do Núcleo de Segurança do Paciente do HUOL.

Resultados: Participaram 137 estudantes, que iniciavam o internato no momento da intervenção. Quanto ao questionário inicial, notamos um conhecimento deficiente sobre segurança do paciente, onde somente 15% ou menos dos alunos estudaram políticas públicas ou afirmavam conhecer o Programa Nacional de Segurança do Paciente. Após o curso, correu melhora significativa na resposta de vários itens. Na atividade da prescrição médica, ocorreu melhora na conformidade dos itens de prescrição médica, comparativamente entre os momentos das avaliações (antes e depois) nos alunos de medicina.  
Conclusão: O conhecimento sobre segurança do paciente é frágil nos estudantes do internato de medicina da UFRN e ocorreu melhora significativa com a participação no curso introdutório sobre segurança do paciente.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2171948 - PAULO JOSE DE MEDEIROS
Interno - 2172036 - MARIA JOSE PEREIRA VILAR
Externo à Instituição - DIANA PAULA DE SOUZA REGO PINTO CARVALHO - UERN
Notícia cadastrada em: 18/12/2018 13:53
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa16-producao.info.ufrn.br.sigaa16-producao