Banca de QUALIFICAÇÃO: HARIM REVOREDO DE MACEDO JUNIOR

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : HARIM REVOREDO DE MACEDO JUNIOR
DATA : 20/11/2017
HORA: 16:00
LOCAL: HUOL
TÍTULO:

A IMPLANTAÇÃO DE COMPETÊNCIAS DA OFTALMOLOGIA NUM CURRÍCULO DE GRADUAÇÃO EM MEDICINA BASEADO NO PROBLEM BASED LEANRNING


PALAVRAS-CHAVES:

OFTALMOLOGIA; EDUCAÇÂO MÉDICA; PROBLEM BASED LEARNING (PBL); CURRICULO.


PÁGINAS: 40
RESUMO:

INTRODUÇÃO: O ensino da oftalmologia, de modo a atenderàs Diretrizes Curriculares Nacionais (DCNs) para cursos de graduação em medicina, ainda é um desafio para as escolas médicas no Brasil. A recém-criada Escola Multicampi de Ciências Médicas (EMCM) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte – UFRN, conforme preconizam as DCNs, tem sua estrutura curricular orientada por competências tendo como eixo norteador o Problem Based Learning (PBL),  metodologia centrada no estudante, largamente utilizada em todo o mundo. Objetivos: O objetivo deste estudo foi descrever o processo de implantação das competências relacionadas à área de oftalmologia no curso de Medicina da EMCM, assim como avaliar, sob na perspectiva dos estudantes, esta implantação. METODOLOGIA: A partir das reuniões pedagógicas de planejamento dos componentes curriculares, na forma de “Módulos”, a inserção do ensino da oftalmologia começou a ser delineada sendo baseada nos objetivos de aprendizagem, no sentido de escolher em qual dos eixos (Tutorial, Habilidades, Comunidade) do curso as atividades seriam inseridas. Ao final desse período, um questionário foi aplicado aos estudantes da primeira e segunda turma do curso, no sentido de avaliar a percepção destes em vários aspectos do processo. RESULTADOS/DISCUSSÃO: As atividades relacionadas à oftalmologia foram desenvolvidas nos seguintes Módulos: Nascimento, Crescimento e Desenvolvimento e Percepção, Consciência e Emoção ((III semestre); Febre e Inflamação (IV semestre); Saúde da Mulher (V semestre) e no Módulo Optativo (a partir do III semestre). Constatamos que 81% dos alunos da primeira turma do curso e 62 % dos alunos da segunda turma concordam que houve uma boa integração dos temas relacionados à oftalmologia com os Módulos e desenvolvidos no PBL. Em relação aos pontos positivos que influenciaram no seu aprendizado nesta área, destacaram a dedicação dos professores, a abordagem teórico-prática dos temas e aa boa integração já relatada. Como pontos negativos para o aprendizado, destacaram o número reduzido de atividades práticas e o pouco tempo disponível para a oftalmologia. A fundoscopia e a avaliação dos pares cranianos foram as atividades que apontaram como as mais difíceis e, consequentemente, sugeriram que sejam revisitadas em outros semestres. Por fim, a grande maioria dos alunos considerou o seu aprendizado em oftalmologia, até o momento, satisfatório.  Esses dados possibilitam a reflexão acerca do que foi proposto no Projeto Pedagógico do Curso para ao ensino da oftalmologia, aprimorando os pontos positivos e estimulando a revisão dos pontos frágeis, visando a  melhoria do ensino/aprendizagem nesta área para o médico generalista.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1348383 - GEORGE DANTAS DE AZEVEDO
Interno - 2172036 - MARIA JOSE PEREIRA VILAR
Interno - 2495713 - ROSIANE VIANA ZUZA DINIZ
Notícia cadastrada em: 08/11/2017 16:26
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa11-producao.info.ufrn.br.sigaa11-producao