Banca de DEFESA: VIVIANE GOMES MEDEIROS

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : VIVIANE GOMES MEDEIROS
DATA : 25/09/2020
HORA: 11:00
LOCAL: videoconferência
TÍTULO:

ESPAÇOS, PÚBLICOS E FORMAS DE APROPRIAÇÃO NA CIDADE

CONTEMPORÂNEA

Uma leitura a partir das manifestações sociais coletivas em Natal/RN


PALAVRAS-CHAVES:

manifestações sociais coletivas; ressignificação temporária; espaço urbano coletivo.


PÁGINAS: 157
RESUMO:

Nas últimas décadas, alguns pensadores da vida social e coletiva têm mostrado preocupações referentes à perda do sentido de comum e coletivo e suas manifestações espaciais, como a criação dos shoppings centers e a perda de uso em praças ou ruas. Nisso, observa-se um novo “movimento” que conta com a atribuição de novos usos, novas práticas e de novos significados a espaços já existentes, que por sua vez aparecem de maneira “borrifada” no tecido urbano, prontas para se mover de um local para outro. Pouco estudadas até o momento, a compreensão acerca dessas novas ocupações do espaço coletivo urbano - ora capitaneadas por movimentos sociais “insurgentes”, ora por grupos artísticos e culturais contra-hegemônicos - ainda não se deu de forma completa, aparecendo ainda de forma fragmentada na literatura. Em Natal, os espaços coletivos urbanos têm recebido uma atenção de grupos ou de indivíduos que reclamam desses espaços um novo uso, redefinindo ou inovando em suas práticas. Dentro do contexto desta contradição entre uma sociedade com tendências mais individualistas e, ao mesmo tempo, com demandas coletivas de encontro público, este trabalho tem por objetivo discutir as atuais manifestações sociais coletivas enquanto geradoras de ressignificação temporária nos/dos espaços coletivos urbanos. Buscou-se, em um primeiro momento, identificar os usos e contrausos desses espaços, através do levantamento das manifestações que mais se destacam durante as buscas em veículos midiáticos de grande circulação e redes sociais. Uma vez identificados, a intenção é discutir a espacialidade na agenda das manifestações sociais coletivas identificadas, relacionando-as com o ambiente urbano do seu entorno - tendo o mapeamento como uma das ferramentas. Um segundo momento consiste em uma aproximação dos usos e espaços selecionados para compreender de que maneira os espaços urbanos coletivos são ressignificados a partir do lugar dado e da agenda pretendida. Ao final esse estudo, torna-se possível discutir e compreender as diferentes naturezas dos novos usos dos espaços urbanos coletivos de Natal, à luz dos eventos estudados, revelando uma problemática social pouco entendida, mas com efeitos e reverberações no espaço.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2432718 - ALEXSANDRO FERREIRA CARDOSO DA SILVA
Interno - 1014897 - CLAUDIO ROBERTO DE JESUS
Externo à Instituição - ADRIANA SANSÃO FONTES
Notícia cadastrada em: 09/09/2020 15:18
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa17-producao.info.ufrn.br.sigaa17-producao