Banca de QUALIFICAÇÃO: CLEANTO CARLOS LIMA DA SILVA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : CLEANTO CARLOS LIMA DA SILVA
DATA : 16/05/2022
HORA: 14:00
LOCAL: Google meet
TÍTULO:

RELAÇÃO SOLO, CLIMA E USO AGRÍCOLA NO ESTADO DO RIO GRANDE

DO NORTE

 

 


PALAVRAS-CHAVES:

Rio Grande do Norte, território, sistema agrário, estoque de terra, solos.


PÁGINAS: 112
RESUMO:

RESUMO

 

Mesmo com a incorporação crescente de conteúdo técnico nos sistemas agrários no Rio Grande do Norte nas últimas décadas, a espacialização das atividades agrícolas ainda depende principalmente dos fatores naturais do solo e clima que satisfazem as necessidades de água e nutrientes da planta, possibilitando o seu desenvolvimento. Essa dependência se afirma ainda mais nas áreas que apresentam baixa implementação de técnicas agrícolas, tendo em vista que a implementação de conteúdo técnico não tem a mesma equidade no território potiguar. Desta forma, é importante que se compreenda as suas relações, a sua importância dentro dos sistemas agrários e como se espacializam os aspectos ambientais no território do Rio Grande do Norte. Para o desenvolvimento desse raciocínio, partimos da análise de três culturas praticadas no estado: abacaxi, banana e caju, escolhidas pela importância econômica de cada uma no território potiguar e pelas suas diferenciações técnicas empregadas para o seu desenvolvimento. Assim, constitui-se como objetivo central da presente pesquisa analisar a espacialização das culturas do abacaxi, da banana e do caju no território do Rio Grande do Norte, levando em consideração a relação das características ambientais, em especial os fatores edáficos e climáticos, assim como o potencial de expansão desses cultivos, a partir dos estoques de terras existentes. Para alcançar este objetivo, desenvolvemos uma revisão bibliográfica associada ao uso de dados secundários, para compreender a espacialização dos aspectos ambientais e das culturas selecionadas, entendendo assim sobre o uso do território e mapeando os estoques de terras do estado nas unidades ambientais onde já são praticadas as três culturas. Esses dados utilizados e gerados, através de procedimentos estatísticos, possibilitaram a definição de um índice intitulado Índice de Qualidade Ambiental para Agricultura (IQAPA), com a finalidade de classificar as terras para a aptidão agrícola das culturas do abacaxi, banana e caju, indicando novas áreas ondem essas culturas possam se desenvolver.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1803535 - ADRIANO LIMA TROLEIS
Interno - 1486670 - CELSO DONIZETE LOCATEL
Interno - 1503011 - LUTIANE QUEIROZ DE ALMEIDA
Externo à Instituição - LEANDRO PAIVA DO MONTE RODRIGUES - UEPB
Notícia cadastrada em: 19/05/2022 08:27
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa21-producao.info.ufrn.br.sigaa21-producao