Banca de QUALIFICAÇÃO: ISAÍAS FRANCISCO DOS SANTOS

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : ISAÍAS FRANCISCO DOS SANTOS
DATA : 19/03/2020
HORA: 09:00
LOCAL: Auditorio do IQ-UFRN
TÍTULO:

A MÚSICA COMO INSTRUMENTO LÚDICO NA APRENDIZAGEM DAS PROPRIEDADES FÍSICAS DOS COMPOSTOS ORGÂNICOS


PALAVRAS-CHAVES:

Música; Paródia; Propriedades Físicas; Compostos Orgânicos; Ensino de Química


PÁGINAS: 50
RESUMO:

Esta pesquisa fundamentou-se nas propostas sobre música no ensino, em concepções de Vygotsky, Saviani e Libâneo, e, principalmente, em ideias da pedagogia de Paulo Freire. Nesse contexto, utilizou-se como atividade lúdica a música parodiada. A partir da utilização desse recurso didático, buscou-se desenvolver atividades afim de contribuir para uma aprendizagem efetiva acerca das propriedades físicas de compostos orgânicos, em uma turma da 3ª série do Ensino Médio com 41 estudantes, do período matutino, pertencente à uma Escola Pública Estadual, localizada na cidade de Russas/CE. Apesar da grande relevância desse conteúdo para alguns aspectos cotidianos da sociedade e da ampla abordagem nos Exames Nacionais  do Ensino Médio, a grande maioria dos livros didáticos do Ensino Médio das Escolas Públicas não aborda esse conteúdo. Logo, boa parte dos discentes apresentam dificuldades, inclusive os que participam deste trabalho. Desta forma, o presente estudo teve como objetivo, além de promover a inclusão do conteúdo, investigar qual o potencial didático do processo de elaboração de paródias quando os discentes da educação básica são protagonistas no processo de aprendizagem. Para isso, houve, primeiramente, a exposição dialogada do conteúdo e, em seguida, os discentes, estimulados a compreenderem os conceitos advindos do estudo das propriedades físicas de compostos orgânicos, elaboraram paródias de maneira não-arbitrária, de acordo com a sequência didática adotada. Assim sendo, os estudantes realizaram, em equipe de cinco componentes, no máximo, uma sequência de atividades com o intuito de averiguar que conceitos eles consideravam na elaboração de suas próprias paródias, tendo o pesquisador uma observação participante, mediando as situações. No ato da socialização, alguns grupos apresentaram usando instrumentos musicais e outros, playback. Após as apresentações, as letras das paródias foram projetadas para serem analisadas pela turma. Realizou-se, assim, uma pesquisa-ação com abordagem qualitativa e enfoque descritivo. A metodologia de análise utilizada consistiu na Análise Textual Discursiva (ATD). Como instrumentos de coleta de dados, valeu-se de questões fechadas tanto para os discentes como para os docentes. Como resultado dessas investigações, foi possível perceber que a produção de paródias musicais favoreceu o processo de ensino-aprendizagem, uma vez que motivou os discentes a se engajarem na construção do conhecimento de maneira efetiva, dinâmica e divertida, contribuindo para estreitar ou despertar afinidades entre discente e docente, com a maior integração da turma. Nessa perspectiva, a música parodiada foi considerada uma atividade lúdica relevante nas práticas educacionais, tornando-se aliada na construção de saberes. Contudo, para possibilitar uma melhor compreensão do conhecimento, é necessário diversificar as estratégias de ensino. Ou melhor, a música parodiada deve ser vista como uma das diversas alternativas para facilitar a aprendizagem. Portanto, para que o resultado desse trabalho possa ser efetivamente utilizado, foi produzido um manual de apoio de Química, intitulado ‘Almanaque de Química’, e vídeos das músicas parodiadas, afim de que os docentes e, até mesmo os discentes, utilizem de forma viável na construção de saberes, ajudando a suprir a falta de informações acerca das propriedades físicas dos compostos orgânicos.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1805556 - LUCIENE DA SILVA SANTOS
Interno - 1804952 - FERNANDO JOSÉ VOLPI EUSÉBIO DE OLIVEIRA
Interna - 1412709 - NEDJA SUELY FERNANDES
Notícia cadastrada em: 10/02/2020 08:27
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2021 - UFRN - sigaa16-producao.info.ufrn.br.sigaa16-producao