Banca de QUALIFICAÇÃO: VITORIANO LUIS DE OLIVEIRA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : VITORIANO LUIS DE OLIVEIRA
DATA : 05/02/2019
HORA: 09:00
LOCAL: Sala do Química I/UFRN
TÍTULO:

UMA SEQUÊNCIA DIDÁTICA COM ABORDAGEM SOCIOAMBIENTAL PARA O ENSINO SOBRE ÁCIDOS E BASE DE ARRHENIUS


PALAVRAS-CHAVES:

Abordagem CTSA, Três Momentos Pedagógicos, Ácidos e Bases.


PÁGINAS: 30
RESUMO:

A abordagem Ciência, Tecnologia, sociedade e ambiente (CTSA), desenvolve a educação científica e ambiental. Ela também promove a participação do aluno nas decisões da comunidade e a compreensão do mundo cientifico com as tecnologias desenvolvidas, assim como entendimento de seu cotidiano. Esta torna-se eficaz para o ensino de Química, que é uma ciência importante para entendermos melhor o mundo que nos cerca. Ela está em nosso cotidiano, como, por exemplo, nos remédios, na indústria, em produtos de limpeza doméstica. No entanto, vários alunos não têm interesse, não tem motivação e sentem dificuldades na aprendizagem dessa disciplina, devido à forma como são trabalhados os conceitos, sem relação entre os conteúdos em sala de aula e os conhecimentos prévios dos discentes. Esse trabalho tem como objetivo desenvolver várias atividades baseadas no tema ácidos e bases, utilizando uma abordagem sócio ambiental de ensino para o curso técnico profissionalizante. Como metodologia para essa pesquisa, o estudo será realizado em uma turma do 2° ano do Curso Técnico de Nível Médio em Recursos Pesqueiros na Forma Integrada no IFRN campus Macau, viabilizando a coleta e a análise de dados. A estratégia foi dividida em 10 aulas e realizada utilizando três momentos pedagógicos (MUENCHEN; DELIZOICOV, 2012): problematização, organização dos conhecimentos e aplicação do conhecimento. No início, para levantar dados sobre as ideias prévias dos alunos dos conceitos de ácidos e bases, foi aplicado um questionário usando Google sala de aula. Depois, foi trabalhado um texto encontrado no sítio de notícias g1. Globo, sobre um acidente com ácido. Na sequência, foi realizada uma aula expositiva sobre história, nomenclatura e classificação de ácidos e bases. A exposição foi complementada por um vídeo sobre chuva ácida. A ação subsequente foi uma aula prática para a preparação de indicador natural a partir de repolho roxo e análises das misturas que os alunos providenciaram. Por fim, foi realizada entrevistas com os técnicos de laboratórios do IFRN/MC sobre os riscos ambientais do local de trabalho e o gerenciamento de resíduos. Como avaliação da sequência didática, os alunos foram orientados a realizar uma produção textual a partir de um questionamento. Observarmos que os discentes têm dificuldades de classificar em ácido ou base materiais do cotidiano. No entanto, no texto produzido pelos alunos no final da sequência didática, encontram-se frases sobre chuva ácida, acidificação dos oceanos, solos, acidentes com ácidos, EPIs e danos causados ao ser humano. Com isso percebe-se uma evolução sobre a abordagem CTSA, onde esses discentes se preocupam com problemas ambientais e sociais.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1804952 - FERNANDO JOSE VOLPI EUSEBIO DE OLIVEIRA
Presidente - 1298849 - MARCIA TEIXEIRA BARROSO
Interno - 345799 - OTOM ANSELMO DE OLIVEIRA
Notícia cadastrada em: 21/12/2018 12:32
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2021 - UFRN - sigaa21-producao.info.ufrn.br.sigaa21-producao