Banca de QUALIFICAÇÃO: GABRIELA COLOMBINI CORRÊA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : GABRIELA COLOMBINI CORRÊA
DATA : 19/11/2019
HORA: 14:00
LOCAL: anfiteatro das aves
TÍTULO:

MORFOLOGIA DO COMPLEXO TÍMPANO-PERIÓTICO DE CETÁCEOS ENCALHADOS NO RIO GRANDE DO NORTE


PALAVRAS-CHAVES:

timpano-periótico; cóclea; morfometria; orelha interna; cetáceos.


PÁGINAS: 35
RESUMO:

O complexo timpano-periótico (T-P) é composto por dois ossos distintos, constituindo a orelha média e interna dos cetáceos. Estudos sobre esse complexo são relevantes para o conhecimento dos padrões morfológicos das espécies, visto que variações no repertório acústico, habitat, comportamento e tamanho dos odontocetos, implicam na variação da anatomia do sistema auditivo e consequentemente, na sua capacidade auditiva. Nesse contexto, o presente trabalho objetivou descrever a morfologia dos ossos tímpano-perióticos de 12 espécies de cetáceos encalhados no litoral do Rio Grande do Norte, Nordeste do Brasil. Os encalhes foram registrados pelo Projeto Cetáceos da Costa Branca (PCCB), em parceria com o Centro de Estudos e monitoramento ambiental (CEMAM), durante a execução de projetos de monitoramento de praias, ou através de acionamentos pela comunidade. Todos os animais foram georreferenciados e tiveram suas informações incluídas em um banco de dados do PCCB. Exemplares mortos ou que vieram a óbito durante a reabilitação tiveram seus complexos timpânicos removidos manualmente durante a realização de necrópsias ou procedimentos de análise de carcaça, sendo identificados em direito e esquerdo e fixados em formol 10% ou submetidos ao processo de maceração. Os espécimes coletados foram categorizados quanto à fase de desenvolvimento, sexo e espécie. Foram coletados 148 complexos T-P, totalizando 74 pares (direito e esquerdo) de 74 indivíduos de cetáceos, distribuidos em 12 espécies: Feresa attenuata, Globicephala macrorhynchus, Grampus griseus, Kogia sima, Megaptera novaeangliae, Peponocephala electra, Pseudorca crassidens, Sotalia guianensis, Stenella attenuata, Stenella clymene, Stenella longirostris e Tursiops truncatus. Foi realizada a biometria das bulas secas (maceradas), cosiderando-se 24 medidas de cada complexo, através de paquímetro digital com precisão de 0,01mm. Para as bulas em meio líquido estão sendo realizados exames tomográficos com objetivo de avaliar o volume do complexo T-P e volume e medidas internas da cóclea. Além disso, estão previstas análises histológicas do epitélio da cóclea para a avaliar possíveis alterações  decorrentes de atividades sísmicas.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - FLAVIO JOSE DE LIMA SILVA - UERN
Interna - 1672446 - SIMONE ALMEIDA GAVILAN
Notícia cadastrada em: 09/11/2019 19:53
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa24-producao.info.ufrn.br.sigaa24-producao