Banca de QUALIFICAÇÃO: REBECA TAÍNES DO NASCIMENTO PINHEIRO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : REBECA TAÍNES DO NASCIMENTO PINHEIRO
DATA : 27/12/2018
HORA: 10:00
LOCAL: Auditório PPGBIOEF
TÍTULO:

ANÁLISE HISTOLÓGICA E FUNCIONAL DO TRATO DIGESTÓRIO DE PEIXE-BOI MARINHO (Trichechus manatus manatus, LINNAEUS, 1758)

  

PALAVRAS-CHAVES:

Sirênios, sistema digestório, hábito alimentar, histologia.


PÁGINAS: 59
RESUMO:

Os peixes-bois são animais aquáticos herbívoros não ruminantes com dieta diversificada. Estes animais estão classificados na categoria “Em Perigo (EN)” pelo Livro Vermelho da Fauna Brasileira Ameaçada de Extinção. Portanto, estudos morfológicos do trato digestório são relevantes para auxiliar no conhecimento da biologia e na compreensão de hábitos alimentares a fim de aumentar os esforços de conservação da espécie. Neste contexto, o presente trabalho teve como objetivo analisar macro e microscopicamente o trato digestório do peixe-boi marinho (Trichechus manatus manatus) buscando associar os achados ao seu hábito e biologia alimentar. Foram utilizadas amostras provenientes de 14 animais que encalharam no litoral do nordeste brasileiro e durante o processo de reabilitação em cativeiro entre julho de 1995 a março de 2017. A análise macroscópica do trato
gastrointestinal foi realizada através do método de fotoidentificação do Banco de Imagens de necropsias do Projeto Cetáceos da Costa Branca da Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (PCCB-UERN). A fim de avaliar microscopicamente, os tecidos coletados durante a necropsia foram fixados a formol 10% e submetidos a técnicas histológicas de rotina. Os cortes foram feitos com espessura de 5 µ de fragmentos teciduais e posteriormente submetidos ao método de coloração Hematoxilina-Eosina (H.E.). Os fragmentos teciduais de esôfago também foram corados com o método de coloração de Verhoeff com hematoxilina férrica. Neste estudo, observou-se que o tubo digestório do peixe-boi marinho é formado por esôfago, estômago com a presença da glândula cárdica na porção dorsal da região cárdica, ampola duodenal com um par de divertículos duodenais e corpo cecal com um par de divertículos cecais. O esôfago do peixe-boi marinho apresentou epitélio estratificado pavimentoso queratinizado e não foram encontradas glândulas esofágicas. Entre a camada muscular externa e a adventícia, as fibras elásticas foram identificadas apenas em um animal. A glândula cárdica é recoberta por epitélio simples cilíndrico e as glândulas gástricas contêm células principais e parietais com a presença de nódulo linfático entre os lóbulos. 


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - FLAVIO JOSE DE LIMA SILVA
Externo ao Programa - 2859541 - PEDRO PAULO DE ANDRADE SANTOS
Presidente - 1672446 - SIMONE ALMEIDA GAVILAN
Notícia cadastrada em: 17/12/2018 21:40
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa16-producao.info.ufrn.br.sigaa16-producao