Banca de DEFESA: JANINE KARLA FRANCA DA SILVA BRAZ

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: JANINE KARLA FRANCA DA SILVA BRAZ
DATA: 29/06/2015
HORA: 16:00
LOCAL: Auditório do Departamento de Morfologia
TÍTULO:

EFEITO DO ÁCIDO ASCÓRBICO SOBRE A ESPERMATOGÊNESE DE CAMUNDONGOS COM DISTROFIA MUSCULAR DE DUCHENNE


PALAVRAS-CHAVES:

Vitamina C; camundongo Mdx; Estresse oxidativo; Morfologia; Testículo.


PÁGINAS: 77
GRANDE ÁREA: Ciências Biológicas
ÁREA: Morfologia
SUBÁREA: Embriologia
RESUMO:

Objetivou-se avaliar as alterações na espermatogênese provocadas pela Distrofia Muscular de Duchenne (DMD) e o efeito do tratamento com ácido ascórbico na prevenção dessas injúrias. Neste trabalho foram utilizados 24 camundongos, sendo 12 linhagem C57BL/10 (não-distróficos) e 12 C57BL/10Mdx (distróficos) divididos em seis grupos com 4 animais cada (C30 = Controle de 30 dias; D30 = Distrófico com 30 dias; C60 = Controle com 60 dias; D60 = Distrófico com 60 dias; CS = Controle com 60 dias suplementados com ácido ascórbico e; DS60 = Distrófico com 60 dias suplementados com ácido ascórbico. Os animais dos grupos C30 e D30 foram eutanasiados aos trinta dias de idade, enquanto que os animais dos demais grupos aos 60 dias de idade. A suplementação com ácido ascórbico foi ministrada na água na dosagem de 0,005g/dia durante 30 dias. Após eutanasiados, os  testículos (direito e esquerdo) foram coletados, imediatamente, pesados e seccionados transversalmente, fixados em solução de Karnovysky, incluídos em resina histológica (análises morfológicas e morfométricas),  submetidos a análise ultraestrutural  e submentidos  técnica de imunohistoquímica para caspase-3. Houve aumento significativo no percentual de túnica própria em D30 em relação a C30 e D60. As análises ultraestruturais indicaram indícios de apoptose mitocondrial das células de Sertoli que podem reduzir a eficiência espermática em CS60 e DS60. Verificou-se maior densidade de volume das células apoptóticas postivas para Caspase – 3 em D30 versus C30 e DS60 em relação a CS60. . Houve acentuada hipertrofia de células de Leydig entre D30 e D60. No entanto, com a suplementação observou-se reversão dessa alteração em DS60. Na ultraestrutura das células de Leydig observou-se a presença precoce de vesículas lipídicas no grupo distrófico pré-púbere (D30). Dessa forma, a DMD afetou a organização dos túbulos seminíferos e intertúbulos, no entanto, a suplementação de ácido ascórbico., nas condições experimentais utilizadas para o tratamento da DMD foi suficiente apenas para reduzir a hipertofia das células de Leydig.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1330828 - CARLOS EDUARDO BEZERRA DE MOURA
Interno - 1718086 - DANIELLE BARBOSA MORAIS
Externo à Instituição - MARCELO BEZERRA BARBOSA - UFERSA
Notícia cadastrada em: 09/06/2015 17:37
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa26-producao.info.ufrn.br.sigaa26-producao