Banca de DEFESA: SAYONARA COSTA DO NASCIMENTO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : SAYONARA COSTA DO NASCIMENTO
DATA : 27/12/2021
HORA: 09:00
LOCAL: Online - link: https://meet.google.com/okw-akzw-sxb
TÍTULO:

Utilização dos Mapas Conceituais como Ferramenta no Processo Ensino-aprendizagem na Disciplina de Fisioterapia Uroginecológica e Obstétrica da UFRN


PALAVRAS-CHAVES:

Aprendizagem; Mapa conceitual; Avaliação da aprendizagem.


PÁGINAS: 47
RESUMO:

Aprendizagem significativa é um dos pontos de partida para a construção de novos métodos de ensino-aprendizagem. Nesse contexto, o mapa conceitual entra como uma metodologia ativa em que o aluno constrói seu conhecimento de forma dinâmica, ilustrativa, criativa e reflexiva, através de uma representação gráfica de conceitos que se relacionam entre si formando proposições. Por sua vez, essas proposições são formadas por um conceito inicial, um conceito final e um termo de ligação que expressam qual a relação conceitual existente entre elas. Nesse processo de ensino, o professor é mediador e incentivador do aluno. Objetivo: O presente trabalho teve como objetivo avaliar a construção dos mapas de conceitos e a percepção dos alunos quanto às potencialidades da utilização do mapa conceitual como estratégia de ensino-aprendizagem na Disciplina de Uroginecologia e Obstetrícia do Curso de Fisioterapia da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Metodologia: O estudo foi do tipo exploratório e descritivo, no qual os dados foram coletados dos mapas conceituais construídos pelos alunos a partir de uma escala de critérios estabelecidos, tendo como referência o estudo de Bhusnurmathet al. (2017). A análise dos mapas conceituais seguiu uma escala de 20 pontos, contendo os seguintes critérios: (1) organização, (2) interconectividade, (3) clareza e compreensão, (4) precisão da informação e (5) layout. Participaram 20 alunos matriculados na disciplina de uroginecologia e obstetrícia. Tal metodologia foi incluída como método de avaliação nessa disciplina, obrigatória no segundo semestre de 2020. Foram analisados os mapas dos 20 alunos que assinaram o Termo de Consentimento Livre e Esclarecido (TCLE), além de elaborados pelos alunos 94 mapas, dos quais 56 seguiram os padrões de mapas de conceitos e 38 não pertenciam ao critério estabelecido. Foram incluídos no estudo alunos que assinaram o TCLE e excluídos os mapas mentais e os diagramas por eles elaborados. O software Cmap Tools, desenvolvido e disponibilizado gratuitamente pelo Institute for Human&MachineCognition (IHMC), foi utilizado por 100% dos alunos participantes. Resultados: As elaborações de mapas conceituais alcançaram formas de construção variáveis; observa-se que 13 (23,2%) atingiram todos os pré-requisitos, 33 (58,9%) não utilizaram as ligações cruzadas (cross links) que favorecem a criatividade e a comunicação com conceitos mais distantes no mapa, as frases de ligação não foram usadas por 3 (7,3%) dos alunos – elas ajudam a compreender melhor o que o autor do mapa quer transmitir, 1 (1,7%) não elaborou o mapa de uma forma organizada e não utilizou as ligações cruzadas (difícil leitura), e 6 (10,7%) não usaram frases de ligação e ligações cruzadas. Conclusão: Os mapas conceituais podem colaborar para a aprendizagem, proporcionando a organização das ideias sobre o conhecimento estudado.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 346268 - TECIA MARIA DE OLIVEIRA MARANHAO
Interna - 2172036 - MARIA JOSE PEREIRA VILAR
Externo à Instituição - CLÉBER DE MESQUITA ANDRADE - UERN
Notícia cadastrada em: 20/12/2021 12:01
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa13-producao.info.ufrn.br.sigaa13-producao