Banca de DEFESA: THIAGO DE LIMA PESSOA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : THIAGO DE LIMA PESSOA
DATA : 24/09/2018
HORA: 09:00
LOCAL: sala 04, no 4º subsolo do HUOL.
TÍTULO:

Ensino de segurança do paciente em ambiente virtual de aprendizagem


PALAVRAS-CHAVES:

Segurança do Paciente; Educação Continuada; Educação à distância; Erros de Medicação


PÁGINAS: 60
RESUMO:

Medicamentos podem gerar grandes benefícios na saúde quando são empregados de maneira correta e com conhecimento. Entretanto, os erros de medicação são comuns e causam sofrimento e custos financeiros que podem ser evitados. A mitigação da ocorrência de eventos adversos a medicamentos é tratada como prioridade na agenda política da Organização Mundial de Saúde (OMS), que recomenda a inclusão do conhecimento de segurança do paciente nos currículos das profissões de saúde e a educação permanente como medidas para reduzir riscos e evitar danos aos pacientes. Nesse contexto, o Ensino à Distância (EaD) surge como uma alternativa para a difusão das práticas seguras no processo de medicação, pois permite ao aluno a compatibilização do curso com suas possibilidades de horário, a realização no ritmo desejado e em qualquer espaço disponível. Desta forma, diante da demanda criada para a formação de profissionais em larga escala, foi desenvolvido um componente curricular sobre segurança no processo de medicação em ambiente virtual de aprendizagem. Deste modo, o presente estudo teve como objetivo avaliar a consistência, qualidade e efeitos de uma intervenção de educação à distância para a melhoria do conhecimento sobre medicação segura em profissionais e alunos da área da saúde. A metodologia do estudo teve delineamento quase-experimental não controlado com o desenvolvimento e avaliação de um módulo em ambiente virtual de aprendizagem Moodle, com carga horária de 30 horas. O módulo foi disponibilizado no Ambiente Virtual de Aprendizagem do Sistema Único de Saúde (AVASUS), em fevereiro de 2018, sendo ofertado para profissionais e alunos da área de saúde. Dois questionários de avaliação foram aplicados, respectivamente, um de satisfação com seis perguntas e testes de conhecimento (pré e pós) contendo 7 questões de múltipla escolha. Foram incluídos 731 participantes que concluíram o curso entre fevereiro e maio de 2018, para avaliação da percepção e da aprendizagem. O módulo em ambiente virtual foi bem avaliado como estratégia educacional, obtendo uma pontuação média de 0,95 ± 0,02, e com coeficiente de Cronbach satisfatório (0,8). Em relação ao nível de aprendizagem, após a aplicação dos testes pré e pós, foi observado um incremento na pontuação dos participantes de 8,2 para 8,9 (p < 0,05). Farmácia foi a categoria profissional com melhor desempenho de aprendizagem. A análise de variância pelo ANOVA permitiu identificar que os participantes com faixas etárias entre 33-41 (M = 8,7, DP = 1,7) anos e 42-76 anos (M = 9,0, DP = 1,4), obtiveram pontuações médias superiores nos testes em relação aos participantes com 17-26 anos (M = 8,0, DP = 2,0) e 27-32 anos (M = 8,3, DP = 1,9). Com isso, pode-se concluir que o ensino à distância é uma estratégia efetiva para o ensino de segurança do processo de medicação, ferramenta que pode ser utilizada para a inserção do tema segurança do paciente no currículo das profissões de saúde em nível de pós-graduação ou em processo de educação permanente.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1645299 - MARISE REIS DE FREITAS
Externo ao Programa - 1868020 - ZENEWTON ANDRÉ DA SILVA GAMA
Externo à Instituição - CARLOS ALBERTO PEREIRA DE OLIVEIRA - UNEMAT
Externo à Instituição - PATRÍCIA PERES DE OLIVEIRA - UFSJ
Notícia cadastrada em: 13/09/2018 16:37
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa10-producao.info.ufrn.br.sigaa10-producao