Banca de DEFESA: CAROLINA ARAUJO DAMASIO SANTOS

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : CAROLINA ARAUJO DAMASIO SANTOS
DATA : 25/05/2018
HORA: 16:00
LOCAL: Ponto de Cultura- Comunidade Capoeira dos Negros, Macaíba
TÍTULO:

Eu não tinha a menor ideia do que eu podia aprender aqui”

   Educação das profissões da saúde e competência cultural


PALAVRAS-CHAVES:

Competência cultural; Assistência à Saúde Culturalmente Competente; Competência profissional.


PÁGINAS: 46
RESUMO:

Introdução: A necessidade de abordar questões de diversidade cultural e étnica na educação das profissões de saúde tem sido sugerida como meio para melhorar a qualidade do cuidado e reduzir as disparidades na assistência à saúde.

Objetivo: contribuir para o desenvolvimento de competência cultural na formação das profissões da saúde na Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), por meio do desenvolvimento e implementação de componente curricular optativo para os cursos de graduação da área da saúde.

Metodologia: O componente curricular optativo “Competência Cultural na Atenção à Saúde da Mulher Quilombola” foi implantado no semestre letivo 2016.1, na comunidade quilombola Capoeiras dos Negros, em Macaíba-RN, inserindo os estudantes no processo de construção coletiva da estratégia de cuidado, com o objetivo de identificar conhecimentos, habilidades e atitudes necessários ao cuidado da saúde materna das mulheres quilombolas. Foi realizado uma pesquisa com abordagem qualitativa, sendo desenvolvido um estudo de caso exploratório, com coleta de dados por observacao participante e grupo focal com 24 estudantes que cursaram a disciplina entre 2016.1 e 2017.2.

Resultados: A autopercepção dos estudantes acerca do desenvolvimento de competências culturais ao final da intervenção revelou que conhecer a situação de saúde da população quilombola, interagir com a comunidade, vivenciar o trabalho interprofissional, demonstraram ser estratégias efetivas para potencializar o desenvolvimento de competências culturais na formação em saúde.

Conclusão: Para formar profissionais de saúde competentes em interagir eficazmente com populações etnicamente diversas, é fundamental que os estudantes tenham conhecimento dos processos que influenciam a saúde e vivenciem cuidados de saúde de minorias populacionais.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1348383 - GEORGE DANTAS DE AZEVEDO
Externo à Instituição - HENRY DE HOLANDA CAMPOS - UFC
Presidente - 3242546 - REGINALDO ANTONIO DE OLIVEIRA FREITAS JUNIOR
Notícia cadastrada em: 14/05/2018 14:59
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa18-producao.info.ufrn.br.sigaa18-producao