Banca de QUALIFICAÇÃO: LYGIA MARIA COSTA SOARES REGO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : LYGIA MARIA COSTA SOARES REGO
DATA : 17/11/2017
HORA: 16:00
LOCAL: HUOL
TÍTULO:

IMPLEMENTAÇÃO DO ENCONTRO INTERPROFISSIONAL DA ONCOLOGIA: UMA ESTRATÉGIA DE ENSINO E DO TRABALHO EM SAÚDE NA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE


PALAVRAS-CHAVES:

Educação Interprofissional; Prática colaborativa; Oncologia.


PÁGINAS: 55
RESUMO:

A educação interprofissional é uma abordagem que visa qualificar alunos e profissionais de saúde para o trabalho colaborativo na dinâmica do trabalho em equipe, prática essencial para integralidade no cuidado em saúde. A abordagem parte da premissa que a colaboração, melhora a segurança e a qualidade da assistência ao paciente. O objetivo deste estudo foi implementar o Encontro Interprofissional da Oncologia (EIO) como estratégia de ensino da educação interprofissional e das práticas colaborativas entre os profissionais de saúde da Unidade de Alta Complexidade em Oncologia (UNACON) do Hospital Universitário Onofre Lopes. Trata-se de um estudo exploratório, prospectivo realizado de Maio de 2016 a Setembro de 2017, no Serviço de Oncologia do Hospital Universitário Onofre Lopes (HUOL), envolvendo profissionais da área da saúde (médicos, psicólogos, assistentes sociais, farmacêuticos, enfermeiros e nutricionistas) que trabalham na UNACON do HUOL. O estudo ocorreu em três etapas: Planejamento da atividade interprofissional, Implementação da atividade “EIO” e Avaliação da atividade, sendo a última realizada através de grupo focal. Após três meses de planejamento, iniciamos a etapa de implementação onde foram realizadas 43 reuniões, envolvendo 220 participantes, sendo discutido um caso clínico por sessão. Após apresentação de cada caso, houve discussão interprofissional, ressaltando a especificidade de cada profissional para melhoria do cuidado integral com paciente em questão. O grupo focal foi avaliado pela Análise Categorial de Bardin onde emergiram quatro categorias: Vivência prévia em atividade Interprofissional, Contribuição do EIO para a formação e para as práticas colaborativas, Desafios do EIO e Visão conceitual da atividade Interprofissional. O processo de planejamento e implementação do EIO atingiu os objetivos, embora a participação de alguns profissionais da saúde ainda não tenha sido sistemática em função da sobrecarga de atividades de alguns profissionais, como os da enfermagem assistêncial, fisioterapia e odontologia, bem como dificuldades na conciliação de horários. O EIO foi considerado uma atividade positiva, precursora dentro do UNACON do HUOL sendo bastante exaltada e aprovada como estratégia permanente para a melhoria da assistência prestada ao paciente oncológico. Foi observado, pela análise do grupo focal, que o EIO é uma ação que impacta positivamente tanto na assistência quanto no ensino, contudo, permanecem algumas dificuldades importantes, como a adequação do tempo e espaço físico para as reuniões, desvalorização das atividades interprofissionais por alguns alunos de graduação e pós-graduação da medicina, carência de recursos humanos e a dificuldade de alguns profissionais para se integrarem sistematicamente.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2495698 - JOSE DINIZ JUNIOR
Interno - 1645299 - MARISE REIS DE FREITAS
Interno - 2644228 - SIMONE DA NOBREGA TOMAZ MOREIRA
Notícia cadastrada em: 07/11/2017 14:58
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa03-producao.info.ufrn.br.sigaa03-producao