Banca de QUALIFICAÇÃO: GLEISSE AGUIAR SILVA DE ALMEIDA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : GLEISSE AGUIAR SILVA DE ALMEIDA
DATA : 21/09/2017
HORA: 10:00
LOCAL: ANFITEATRO DA MEJC
TÍTULO:

IMPLANTAÇÃO DE INSTRUMENTO AVALIATIVO DE COMPETÊNCIAS OPERATÓRIAS ENTRE GRADUANDOS E RESIDENTES NO CENTRO CIRÚRGICO DE HOSPITAL UNIVERSITÁRIO


PALAVRAS-CHAVES:

Avaliação Educacional; Internato e Residência; Centro Cirúrgico.


PÁGINAS: 60
RESUMO:

INTRODUÇÃO: As avaliações no ensino da saúde, quando voltado para a técnica cirúrgica,
são geralmente feitos ao vivo pelo cirurgião-mestre, um processo que pode ser tendencioso
e subjetivo. OBJETIVO: Implantar e analisar instrumento avaliativo de competências
operatórios de estudantes de medicina e residentes no centro cirúrgico de hospital
universitário. MÉTODOS: Estudo transversal, descritivo, quantitativo realizado com
graduandos e residentes durante a realização de cirurgias ginecológicas, por meio da
aplicação do OPRs (Operative Performance Rating System) baseada na avaliação de
habilidade técnica objetiva para cirurgia, composta pela Escala de Likert de 5, nos quesitos:
Conhecimentos de Anatomia; Manuseio do Instrumental Cirúrgico; Fluxo da Cirurgia;
Interação com a equipe, sendo essa pontuação variando de 4 a 20. Os resultados foram
armazenados em planilha do software Excel/Office 2010. Para análise dos dados, aplicou-se
o teste t de student para comparação das médias. RESULTADOS: A idade média e a
pontuação média dos alunos: No décimo período foram respectivamente 22 anos e 6,4
pontos (p<0,0),); décimo primeiro período: 24 anos e 8,4 pontos (p<0,0001); residente do
primeiro ano: 26 anos e 11,4 pontos (p=0.7499); residente do segundo ano:27 anos e 15,7
pontos (p<0,0001); residente do terceiro ano: 29 anos e 17,2 pontos (p<0,0001); residente
do quarto ano: 30 anos,16,4 pontos (p=0.0110). CONCLUSÕES: A aplicação do OPRS no
centro cirúrgico é viável e permite discriminar os diferentes níveis de formação entre
residentes e graduandos, oferecendo um “feedback” imediato sobre o desempenho
cirúrgico, permitindo ainda que os preceptores monitorem o progresso individual de cada
aluno, de conformidade com o seu nível de instrução.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1199080 - ANA KATHERINE DA SILVEIRA GONCALVES DE OLIVEIRA
Interno - 346268 - TECIA MARIA DE OLIVEIRA MARANHAO
Externo ao Programa - 2171955 - ROBINSON DIAS DE MEDEIROS
Notícia cadastrada em: 14/09/2017 15:24
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa25-producao.info.ufrn.br.sigaa25-producao