PPGMUS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM MÚSICA ESCOLA DE MÚSICA Telefone/Ramal: (84) 99474-6734 https://posgraduacao.ufrn.br/ppgmus

Banca de DEFESA: LUCIANO LUAN GOMES PAIVA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : LUCIANO LUAN GOMES PAIVA
DATA : 27/07/2019
HORA: 14:00
LOCAL: Sala 22
TÍTULO:

A aprendizagem musical mediada por tecnologias digitais, sob a ótica da complexidade: uma pesquisa-ação com guitarristas do curso de extensão da UFRN


PALAVRAS-CHAVES:

Aprendizagem musical; Pensamento complexo; Tecnologias digitais; Pesquisa-ação; Guitarra elétrica.


PÁGINAS: 127
RESUMO:

Com o avanço da cibernética, cada vez mais, as tecnologias digitais foram participando das atividades do cotidiano das pessoas, inclusive para aprender. Estão disponíveis na internet informações sobre os mais variados assuntos de diferentes áreas de conhecimento e a área de Música vem aparecendo como campo de pesquisa para construção de conhecimento. A guitarra elétrica tem sido um dos instrumentos mais procurados para aprender, por sua popularidade e modernidade imbricada desde seus primórdios, fazendo com que muitos aprendizes busquem seu aprendizado em diversas fontes de informações, principalmente fontes de aprendizagem musical mediadas por tecnologias digitais. O texto está pautado em diversos teóricos, que tratam das temáticas abordadas no trabalho, dentre eles destaco: Morin (1999; 2000; 2003; 2015), Cernev (2013, 2015, 2016, 2018), Pequini (2016), Engel (2000), Beltrame (2014; 2016; 2017) e Vanzela (2016a, 2016b, 2018). Nesse sentido, esta pesquisa tem como objetivo principal investigar, sob a ótica da complexidade, a aprendizagem musical mediada por tecnologias digitais de guitarristas do curso de extensão da UFRN. Para alcançar o objetivo principal deste trabalho, perpasso por objetivos específicos que servirão de norte à pesquisa, tais como: 1-Conhecer a trajetória musical dos guitarristas do CIGE; 2-Identificar quais tecnologias digitais estão sendo utilizadas pelos guitarristas para aprender música; 3-Conhecer de que forma essas tecnologias estão sendo usadas pelos guitarristas para estruturar suas redes de aprendizado; 4-Compreender como os guitarristas configuram suas fontes de aprendizado na construção do conhecimento musical; e 5-Descrever como os guitarristas avaliam a utilização de tecnologias digitais dentro do Curso de Extensão. Como processo metodológico, utilizei uma abordagem qualitativa me apropriando do método Pesquisa-ação. Para a construção dos dados da pesquisa usei como instrumentos: uma entrevista semiestruturada e um breve questionário via whatsapp, que foi aplicado com cinco guitarristas do CIGE. Os guitarristas demonstraram ao longo da pesquisa que usam várias fontes de aprendizado para aprender e configuram de maneiras diferentes a cada aprendizagem, mas que têm preferências em suas fontes. Essas preferências podem ser alteradas caso as novas fontes tecnológicas suscitem outros aspectos na aprendizagem musical, bem como a partir da construção de novos conhecimentos, o que na prática acontece com frequência. A construção do conhecimento musical então, é uma prática que se altera a depender de suas fontes e de quem as organiza, juntando e separando, colocando a frente e trazendo para trás, bem como abarcando novos formatos em sua rede de aprendizado. Essa rede de aprendizado é a complexidade na aprendizagem musical e o que estrutura essa rede são as ligações entre as diversas fontes, que podem ser modificadas, ampliadas, decepadas, mas sempre organizadas de forma sistêmica no processo da construção do conhecimento. As tecnologias digitais ampliam as possibilidades na captação de informações e modificam as estruturas que estão emparelhadas (as redes), isso porque esses recursos alteram o cognitivo humano, e dessa forma, possibilitam o desenvolvimento de estruturas e dimensões distintas das anteriores. Assim sendo, as tecnologias digitas causam impactos e ligações, quebras e reconciliações, afastamentos e sobreposições, metamorfoses estruturais permanentes e instantâneas na estrutura cognitiva da construção do conhecimento musical.


MEMBROS DA BANCA:
Externa à Instituição - FRANCINE KEMMER CERNEV - UnB
Presidente - 1648016 - JEAN JOUBERT FREITAS MENDES
Externo à Instituição - JUCIANE ARALDI BELTRAME - UFPB
Notícia cadastrada em: 16/07/2019 15:16
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa08-producao.info.ufrn.br.sigaa08-producao