PPGMUS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM MÚSICA ESCOLA DE MÚSICA Telefone/Ramal: (84) 99474-6734 https://posgraduacao.ufrn.br/ppgmus

Banca de DEFESA: RODRIGO ALVES DE MELO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : RODRIGO ALVES DE MELO
DATA : 20/12/2016
HORA: 10:00
LOCAL: Sala 22 Escola de Musica
TÍTULO:

A AFETIVIDADE NA EDUCAÇÃO MUSICAL: Um estudo em dois centros de referência de educação infantil em João Pessoa-PB


PALAVRAS-CHAVES:

Educação Infantil. Música. Educação Musical. Afetividade na Aprendizagem.


PÁGINAS: 93
RESUMO:

A educação infantil é um campo rico de descobertas, onde a aprendizagem é construída de forma simples e lúdica, de modo a facilitar a compreensão das crianças. Em especial, as aulas de música nessa faixa etária são proporcionadas para uma aprendizagem prática e prazerosa, onde o que importa não é a criança decodificar símbolos musicais, mas sim, vivenciar a música através do corpo e da emoção. O presente trabalho buscou mergulhar no universo específico da educação musical que acontece em pontos distantes da cidade, nos Centros de Referencias em Educação Infantil da cidade de João Pessoa-PB, de onde foram convidadas duas professoras. O foco principal da pesquisa foi analisar a presença e o papel da afetividade nas relações entre as professoras de educação musical e seus alunos. Em primeiro plano, buscou-se, por revisão de literatura, conhecer e estudar algumas particularidades das crianças, entre algumas delas por serem, segundo Gutman (2015) seres fusionais. Discutiu-se também acerca das diretrizes, termos e leis que regem a educação infantil e a importância desta para o desenvolvimento e aprendizagem da criança, passando então para discussão de teorias que dissertam acerca da afetividade na aprendizagem, citando autores que discorreram sobre o tema, como Piaget, Wallon e outros. Refletiu-se também sobre o professor e sua atuação no universo da educação infantil. As aulas de música e as relações de afetividades presentes na mesma também esteve em voga nos escritos desse trabalho, já que foram objetivo da pesquisa almejada. Na segunda parte, buscou-se investigar as aulas de músicas das professoras de música através de uma pesquisa de campo, com ênfase qualitativa. As investigações foram feitas através de pesquisa bibliográfica e de observação das aulas. Utilizou-se ainda ferramentas como entrevistas com as professoras e gravações em áudio das aulas com as crianças, para posterior análise dos dados e para assim proceder com a escrita da dissertação. Na terceira parte do trabalho, após observação das aulas e análise dos dados provenientes das entrevistas, gravações e anotações, foram construídas quatro categorias para um capítulo: Concepções iniciais sobre afetividade, sobre a afetividade na formação do educador musical, a prática docente enquanto espaço construtor da afetividade, a afetividade presente nas interações entre professor e aluno. Os resultados advindos da pesquisa revelam que os professores atuantes nos CREIs, mesmo com pouca formação acadêmica sobre o tema, interagem com seus alunos de forma afetuosa, fazendo com que a aprendizagem ocorra em um ambiente onde os alunos se sentem respeitados e acolhidos nas aulas de música.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - AIDA TERESA DOS SANTOS BRITO - UFPI
Presidente - 2553739 - AMELIA MARTINS DIAS SANTA ROSA
Interno - 1149577 - VALERIA LAZARO DE CARVALHO
Notícia cadastrada em: 02/12/2016 22:50
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa22-producao.info.ufrn.br.sigaa22-producao