Banca de DEFESA: LAURA IRIS ARAUJO DE OLIVEIRA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : LAURA IRIS ARAUJO DE OLIVEIRA
DATA : 24/11/2022
HORA: 09:00
LOCAL: meet.google.com/pez-pozi-xqn
TÍTULO:

Proposta arquitetônica de um edifício vertical habitacional considerando o gerenciamento de riscos.

 


PALAVRAS-CHAVES:

Projeto de Arquitetura, Gerenciamento de riscos, Edifício Residencial Vertical


PÁGINAS: 127
RESUMO:

O gerenciamento de projetos é um importante meio para auxiliar os profissionais da área
da construção civil no planejamento de suas atividades e, assim, obter êxito em seus
empreendimentos. Uma das áreas do gerenciamento que pode contribuir para o processo
projetual, incluindo o arquitetônico, é a gestão de riscos, visto que o bom emprego de suas
diretrizes auxilia a identificação e minimização dos efeitos de imprevistos negativos ao projeto.
Entretanto, esse é um ramo do gerenciamento ainda pouco disseminado na área da construção
civil nacional, principalmente, no âmbito dos projetos arquitetônicos. A falta de uma quantidade
significativa de estudos que abordem os riscos mais expressivos durante a elaboração do projeto
de arquitetura contribuiu para que o tema seja tratado de maneira predominantemente intuitiva
pelos profissionais. Como resultado da falta de padrões em relação ao gerenciamento de riscos
nota-se a ocorrência de mudanças desnecessárias em projetos, problemas com prazos de entrega
e prejuízos financeiros. Nesse contexto, o presente trabalho pretende auxiliar a disseminar o
conhecimento em relação ao assunto e para tal estabeleceu como objeto de estudo a arquitetura
do edifício vertical habitacional e a aplicação das técnicas e ferramentas do gerenciamento de
riscos ao longo de seu processo projetual. Dessa forma, o objetivo principal desse relatório é
desenvolver o anteprojeto arquitetônico de um edifício vertical habitacional multifamiliar
adotando decisões projetuais como resposta aos riscos técnicos de maior impacto ao projeto. Para
desenvolver o projeto algumas etapas foram realizadas: aprofundamento teórico-conceitual sobre
habitação coletiva vertical e gerenciamento de projeto; análise de estudos de referências
projetuais que serviram de base para o projeto arquitetônico; aplicação do gerenciamento de
riscos no projeto de um edifício vertical habitacional; estudo dos condicionantes projetuais como
aspectos físico-ambientais e legais. Na fase do emprego dos processos e ferramentas da gestão
de riscos foi possível identificar os três principais impactos negativos ao projeto: extrapolação
do orçamento, seleção incorreta de materiais e falta de interação com os métodos e construção
local. Como resposta foram aplicadas a racionalização construtiva, a otimização dos materiais
através de pesquisas no mercado local e a aplicação de elementos construtivos regionais
promovendo sua valorização. O resultado é o projeto de um prédio residencial vertical com dez
pavimentos tipo que tem com características marcantes a modulação e a utilização de materiais
típicos da construção local nas suas fachadas. Acredita-se que o trabalho atingiu os objetivos
estipulados e contribuiu para o amadurecimento do tema, principalmente quando se trata
especificamente dos projetos arquitetônicos.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 3804157 - RENATO DE MEDEIROS
Interna - 1804939 - SOLANGE VIRGINIA GALARCA GOULART
Externa à Instituição - CAMILA CAVALCANTI RESENDE - UFPE
Notícia cadastrada em: 26/10/2022 17:10
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa12-producao.info.ufrn.br.sigaa12-producao