Banca de DEFESA: DINARA REGINA AZEVEDO GADELHA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : DINARA REGINA AZEVEDO GADELHA
DATA : 27/03/2020
HORA: 15:00
LOCAL: Miniauditório do PPGAU/UFRN
TÍTULO:

Memórias da Alegria: Uma Proposta de Espaço Cultural e de Economia Solidária para uma Edificação de Valor Patrimonial no Bairro de Cidade Alta, Natal-RN.


PALAVRAS-CHAVES:

Projeto Arquitetônico; Praça Padre João Maria; Intervenção em Patrimônio Cultural Edificado; Economia Solidária.


PÁGINAS: 187
RESUMO:

Este trabalho de conclusão de mestrado profissional consiste em uma proposta arquitetônica de um edifício de uso misto destinado a um espaço cultural e de economia solidária com ênfase em questões relacionadas a intervenções em edifícios de valor patrimonial. Este documento é composto por um relatório técnico e uma proposta arquitetônica em nível de anteprojeto. Foi desenvolvido com o objetivo de propor um projeto de intervenção em uma edificação de valor patrimonial, tendo em vista os problemas relativos à adaptação deste tipo de edificação a demandas contemporâneas, como acessibilidade e conforto ambiental, além da adequação a um novo uso. Para desenvolver a proposta arquitetônica, foi inicialmente realizado um aprofundamento teórico-conceitual sobre o tema, através de pesquisas bibliográficas e estudos de referências projetuais (precedentes ou correlatos). Em seguida, foi desenvolvida a programação arquitetônica, com definição de dilemas e metas do projeto. A partir dessa base, e com o auxílio das disciplinas do curso, o processo projetual foi gradualmente sendo desenvolvido e mapeado, através de diversas formas de registro em meios analógicos e digitais, desde as etapas iniciais de estudos de condicionantes, concepção e desenvolvimento do partido arquitetônico. Tendo em vista os objetivos específicos, o trabalho procurou estudar estratégias arquitetônicas para proporcionar a integração entre edificação e entorno, buscando contribuir positivamente para as condições de autenticidade e integridade da edificação, à luz de posturas intervencionistas contemporâneas, valorizando as características preexistentes. Como resultado dos estudos (e simulações) realizados, chegou-se a uma proposta que ampliou o número de pavimentos, a fim de atender o novo uso, ao mesmo tempo em que interviu minimamente na envoltória da edificação preexistente e traçou diretrizes em relação ao entorno. A integração refletiu-se tanto de forma física quanto visual, com soluções voltadas para o fortalecimento da relação entre edificação e entorno, além do envolvimento da comunidade, através da aplicação do conceito de economia solidária como uma forma de gestão centrada nos trabalhadores locais.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - ANA CAROLINA DE SOUZA BIERRENBACH - UFBA
Presidente - 1345114 - JOSE CLEWTON DO NASCIMENTO
Interna - 1298938 - MAISA FERNANDES DUTRA VELOSO
Notícia cadastrada em: 18/02/2020 17:52
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa13-producao.info.ufrn.br.sigaa13-producao