Banca de DEFESA: FABIANO FECHINE TORRES CLEMENTE

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : FABIANO FECHINE TORRES CLEMENTE
DATA : 31/07/2017
HORA: 09:00
LOCAL: Miniauditório do PPGAU/UFRN
TÍTULO:

ESTRATÉGIAS DE VENTILAÇÃO CRUZADA E SUA INFLUÊNCIA NA QUALIDADE DO AR EM UMA EDIFICAÇÃO HOSPITALAR



PALAVRAS-CHAVES:

Qualidade do ar; Ventilação Cruzada, Estratégias Passivas, Sombreamento, Eficiência Energética. 



PÁGINAS: 132
RESUMO:

Cidades tais como Natal/RN possuem um enorme potencial de ventilação natural, que quando aproveitado pelo projeto arquitetônico, podem acelerar o número de trocas térmicas no interior dos ambientes, contribuindo dessa forma para uma boa renovação do ar. Portanto, o trabalho a seguir, trata-se do anteprojeto arquitetônico de um novo ambulatório para o Hospital Universitário Onofre Lopes com ênfase na aplicação de estratégias passivas de ventilação cruzada com objetivo de proporcionar ambientes com um número de trocas de ar dentro dos padrões estabelecidos para a arquitetura hospitalar. O objeto de estudo será a verificação do fluxo e taxa de renovação do ar no interior das salas de esperas, consultórios e Mecanoterapia, considerando estes com e sem ventilação cruzada. Para o cálculo das velocidades do ventos, foi utilizada uma planilha eletrônica obtida no Laboratório de Conforto Ambiental da Universidade Federal do Rio Grande do Norte e os estudos de sombreamento, com ajuda dos Programa Solar Tool e ECOTEC desenvolvidos pela Autodesk. Já os cálculos de fluxo e trocas de ar foram realizados pelo próprio aluno através das fórmulas obtidas na literatura vigente e registrados em memórias de cálculos anexados ao trabalho. O prédio possui uma área construída de 30.377,97m², distribuídos ao longo de 10 pavimentos, sendo um térreo mais 06 andares e três subsolos, a ser edificado na área 01 do Campus Biomédico da Saúde, localizado no Bairro de Petrópolis. A adoção do partido arquitetônico levou em consideração uma série de condicionantes tais como topografia do terreno, direção e velocidade dos ventos predominantes, trajetória solar e coeficientes de pressão, além daquelas de ordem normativas, com destaque para a RDC- 50 e NBR-15220. Os resultados mostram que a adoção de shads na cobertura para captar o ar exterior e direciona-los até dutos de ventilação, é uma estratégia eficiente para possibilitar uma boa taxa de renovação do ar por meio da ventilação cruzada, aliado ao sombreamento adequado das aberturas. Dessa forma, cria-se as condições para minimizar o consumo de ar-condicionado e portanto produzir uma arquitetura com mais eficiência energética.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 5177271 - EUNADIA SILVA CAVALCANTE
Interno - 1345114 - JOSE CLEWTON DO NASCIMENTO
Externo à Instituição - LUCIANA DE MEDEIROS - NENHUMA
Interno - 347627 - VIRGINIA MARIA DANTAS DE ARAUJO
Notícia cadastrada em: 12/07/2017 16:52
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa15-producao.info.ufrn.br.sigaa15-producao