Banca de DEFESA: PATRÍCIA ALVES SOBRINHO RODRIGUES

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : PATRÍCIA ALVES SOBRINHO RODRIGUES
DATA : 15/10/2021
HORA: 08:00
LOCAL: Plataforma Googlemet
TÍTULO:

Estudo da zeólita das Zeólitas ZSM-35 (FER) e da ZEM-5 (MFI) e aplicação desses materiais como  catalisadores de pirólise de biomassa.


PALAVRAS-CHAVES:

ZSM-%, MFI, ferrierita, FER, catálise, pirolise de biomassa


PÁGINAS: 150
RESUMO:

As zeólitas são materiais porosos, de estrutura cristalina pertencentes a classe de peneiras moleculares. As sínteses dos materiais zeolíticos podem ser modificadas, variando os parâmetros conforme a necessidade do material final. A finalidade destas variações, normalmente, são de obter uma estrutura mais cristalina e uma possível mudança na morfologia para uma melhora nas reações de catálise.  Neste estudo são apresentadas as caracterizações das diferentes sínteses realizadas da zeólita ZSM-35 (FER) e as características da zeólita ZSM-5 (MFI) comercial com impregnação de zircônia. As sínteses da ZSM-35 foram estudadas inicialmente pela receita apresentada na IZA (International Zeolite Association) e posteriormente variando alguns parâmetros, tais como as fontes de silício e alumínio, a variação da razão Si/Al e o uso do surfactante catiônico, brometo de hexadeciltrimetilamonio (CTAB). Além das possíveis mudanças no material final, o uso de fontes alternativas de silício e alumínio, que são fontes encontradas facilmente na natureza, traz um ótimo custo-benefício ao processo.  Para a caracterização desses materiais foram utilizadas as técnicas de difração de raios-X (DRX), fluorescência de raios-X (FRX), microscopia eletrônica de varredura (MEV), análise termogravimétrica (TG), e análise textural por adsorção de N2 (método BET). Foi observado que nas sínteses estudadas seguindo a receita IZA e com as diferentes fontes de silício e alumínio se obteve uma boa cristalinidade da estrutura FER em um tempo otimizado em relação a literatura, assim como nas sínteses com o uso de surfactante. Porém com a adição nas sínteses utilizando o surfactante, de razão Si/Al 30.4 obtivemos uma outra estrutura, ZSM-5 (MFI), ao invés da ZSM-35 (FER).  Após a etapa do estudo das sínteses seguiu-se para as suas aplicações como catalisadores de pirólise de biomassas. Três biomassas foram testadas para a produção de bio-óleo por pirólise rápida. Na caracterização dos produtos obtidos nas reações foram utilizadas as técnicas de cromatografia gasosa, análise elementar CHNS-O, análise termogravimétrica e análise de umidade (Karl Fisher). Foi observado que o uso do catalisador na reação direcionou a uma redução drástica no bio-óleo, porém levou a uma maior produção de CO e CO2, que são moléculas que reduzem o teor de oxigênio no bio-óleo.



MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1308577 - SIBELE BERENICE CASTELLA PERGHER
Interna - 349770 - DULCE MARIA DE ARAUJO MELO
Externo à Instituição - DAVID SERRANO - URJC
Externo à Instituição - ANDERSON JOEL SCHWANKE
Externa à Instituição - LINDIANE BIESEKI - UFRN
Externo à Instituição - VINÍCIUS PATRÍCIO DA SILVA CALDEIRA - UERN
Notícia cadastrada em: 24/09/2021 16:24
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2021 - UFRN - sigaa26-producao.info.ufrn.br.sigaa26-producao