Banca de QUALIFICAÇÃO: RICARDO LUIZ DE MEDEIROS LIMA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : RICARDO LUIZ DE MEDEIROS LIMA
DATA : 30/05/2022
HORA: 14:30
LOCAL: DEFESA REMOTA - https://meet.google.com/yvj-nrcs-rpt
TÍTULO:

Ecocardiografia bidimensional pode detectar disfunção ventricular precoce em distúrbios hipertensivos da gravidez


PALAVRAS-CHAVES:

Doenças hipertensivas da gravidez, pré-eclâmpsia, disfunção ventricular e ecocardiografia


PÁGINAS: 32
RESUMO:

Background. Os distúrbios hipertensivos da gravidez (DHG) incluem hipertensão arterial gestacional, hipertensão crônica sobreposta à pré-eclâmpsia e pré-eclâmpsia. Mulheres com história prévia de pré-eclâmpsia têm um risco aumentado de início precoce de doença cardiovascular. A ecocardiografia transtorácica é uma ferramenta para determinar o desempenho do músculo cardíaco e avaliar a função ventricular.

Objetivos. O objetivo do estudo foi utilizar a ecocardiografia transtorácica para avaliar a função miocárdica na gravidez e se o distúrbio hipertensivo da gravidez pode alterar a função ventricular.

Design de estudo. Foi realizado um estudo prospectivo com gestantes após a 12ª semana de gestação na primeira consulta de pré-natal. 123 foram recrutados e os dados coletados incluíram história clínica, peso, altura, idade, função sistólica do ventrículo esquerdo com deformação longitudinal global (GLS), pressão arterial e dados relacionados à gravidez (número de gestações, idade da gestação e histórico de aborto). Foi realizada uma matriz de correlação e análise univariada das variáveis estudadas seguida de análise canônica.

Resultados. Das 123 mulheres recrutadas, 87 foram acompanhadas até o final da gestação. A idade dos participantes estava entre 16 e 38 anos (28,12±6,35) e 61 (70,1%) apresentavam índice de massa corporal elevado (IMC>25kg/m2), sendo 36 (41,4%) classificados com sobrepeso, 23 (26,4%) com obesidade grau I ou II (IMC de 25 a 29,9kg/m2) e 2 (2,3%) com obesidade grau III (IMC>39,9kg/m2). Quarenta e um dos participantes (47,1%) eram primigestas. Hipertrofia ou remodelação miocárdica esteve presente em 12 (13,79%). A fração de ejeção foi inferior a 50% em 4 (4,6%) e o GLS inferior a 18% em 6 (6,9%) participantes. Não houve correlação significativa entre a função ventricular e quaisquer parâmetros ecocardiográficos, antropométricos, gestacionais ou clínicos. No entanto, a análise canônica mostrou correlação entre os parâmetros antropométricos (IMC, altura e peso) e função diastólica (ρ=0,65, p-valor<0,001), presença de hipertensão e função diastólica (ρ=0,64, p-valor<0,001), antropometria parâmetros e hipertensão (ρ=0,57, valor p<0,001), hipertensão e função sistólica (ρ=0,57, valor p<0,001), parâmetros antropométricos e função sistólica (ρ=0,49, valor p=0,002) e parâmetros antropométricos e parâmetros gestacionais (ρ=0,43, p-valor=0,003). A análise univariada também mostrou diferenças entre os parâmetros hipertensivos quando comparados o exame anterior e o último realizado na mesma mulher.

Conclusões. A ecocardiografia transtorácica com strain longitudinal global é útil durante o pré-natal para avaliar a função ventricular esquerda permitindo intervenção precoce.


MEMBROS DA BANCA:
Externa ao Programa - 1149381 - ANA CRISTINA PINHEIRO FERNANDES DE ARAUJO
Externa ao Programa - 2495713 - ROSIANE VIANA ZUZA DINIZ
Presidente - 350647 - SELMA MARIA BEZERRA JERONIMO
Notícia cadastrada em: 13/05/2022 11:52
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa28-producao.info.ufrn.br.sigaa28-producao