Banca de DEFESA: WAMBERTO SILVA MEDEIROS

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : WAMBERTO SILVA MEDEIROS
DATA : 16/09/2022
HORA: 16:00
LOCAL: Laboratório de Psicologia Sala 631
TÍTULO:

BRINCAR O CUIDADO, SONHAR A PESQUISA: UM CAMINHAR COM A GESTÃO AUTÔNOMA DA MEDICAÇÃO E COM A REDUÇÃO DE DANOS


PALAVRAS-CHAVES:

Drogas; Redução de Danos; Gestão Autonomia da Medicação; Cuidado de Si;


PÁGINAS: 140
RESUMO:

Pretende-se cartografar as práticas de Cuidado de Si de pessoas que consomem drogas e compartilham vivencias em um Centro de Atenção Psicossocial álcool e outras drogas (Caps-ad), em uma cidade do interior do estado de Pernambuco. Nesse ambiente, onde o pesquisador se inseriu como residente em Saúde Mental pela Universidade de Pernambuco (UPE), foi realizado um grupo inspirado na Gestão Autônoma da Medicação (GAM), entre os meses de maio e novembro de 2019. A experiência foi registrada em diários de campo que incorporaram tanto os acontecimentos no interior do grupo, quanto suas reverberações em outros espaços do serviço e da cidade, além de sonhos do pesquisador, que permitiram outras perspectivas do campo. Os sonhos tomados como acontecimento, método de conhecimento e pensamento, como meio político, possibilitaram o desenrolar da pesquisa. Colocados lado a lado com o vivido no campo em estado de vigília, se fizeram elementos importantes, ao ponto de certas ideias desse trabalho terem sido literalmente sonhadas. Para atualizar a experiência e analisar seus ecos retornamos ao contexto estudado e realizamos entrevistas de manejo cartográfico com pessoas que compuseram o grupo, durante o mês de dezembro de 2021. Os diários, sonhários e entrevistas nos serviram de material nutriz para a composição de narrativas que se desdobram em temas analisadores que pretendemos discutir, quais sejam: Processos de desinstitucionalização; liames droga-medicamento - Gestão Autônoma da Medicação e Redução de Danos; Cuidado de si e dos outros na pesquisa e na GAM. Conclui-se que a Gestão Autônoma da Medicação, quando alinhada à flecha ético-política da Redução de Danos, apresenta caminhos potentes para produzir resistências diante dos processos de medicalização da vida dos que consomem drogas, ampliando e legitimando saberes, com efeitos de autonomia e incremento do Cuidado de Si.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1066809 - MARIO FRANCIS PETRY LONDERO
Externa ao Programa - 3060449 - ANA CAROLINA RIOS SIMONI - UFRNExterna à Instituição - MICHELE DE FREITAS FARIA DE VASCONCELOS - UFS
Notícia cadastrada em: 08/09/2022 12:20
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa22-producao.info.ufrn.br.sigaa22-producao