Banca de QUALIFICAÇÃO: ANAILZA FEITOZA DOS SANTOS MONTEIRO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : ANAILZA FEITOZA DOS SANTOS MONTEIRO
DATA : 28/04/2022
HORA: 08:30
LOCAL: Natal - remoto
TÍTULO:

Comércio Informal: O mercado de trabalho dos Mascates crediaristas.


PALAVRAS-CHAVES:

Mascateação; Informalidade; Ocupação; Relações sociais.


PÁGINAS: 48
RESUMO:

Essa pesquisa abordará sobre a experiência de um comércio informal, sob os moldes da antiga mascateação, tendo como ponto de partida o munícipio de Tenente Ananias-RN e se ramificando pelo Norte e Nordeste do Brasil; para tentar compreender a lógica das iniciativas locais de como se formou e se moldou a massa de trabalhadores no país, a partir da abolição da escravatura e no período da industrialização; as mudanças nos padrões de consumo e as consequências que esses fatos históricos trouxeram para o mercado de trabalho, qual seja, a informalidade. Terá como Objetivo Geral: Investigar como se reproduz o circuito do comércio de crediário Informal a partir do município de Tenente Ananias/RN pelos estados do Norte e Nordeste e quais são os laços econômicos e sociais que sustentam tal atividade. Os objetivos que nortearão a edificação desse trabalho estarão pautados em três tipos de pesquisa: a bibliográfica, documental e de campo. A pesquisa será realizada através de entrevista roteirizada com questionário aplicado diretamente com as famílias de crediaristas (mascates). Para tanto, com o intuito de verificar a reprodução da atividade, será escolhida, a técnica de amostragem conhecida como “bola de neve” (snowball sampling); averiguando nas famílias, a origem, a motivação, a evolução, os circuitos, os laços de confiança, as redes, a reciprocidade e a reprodução da atividade de mascateação. Os resultados poderão evidenciar as hipóteses de que o grupo estudado pertence a uma base social forte, reforçando o território como um lugar em que há construção local a partir da história, das relações sociais e da identidade, que pode existir algum vínculo de enraizamento social, através de “laços fortes” onde “a ação econômica é socialmente situada”. E suas ações podem estar imersas em sistemas concretos, contínuos, de relações sociais, ou seja, em redes sociais.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1014897 - CLAUDIO ROBERTO DE JESUS
Interna - 2507656 - ANA PATRICIA DIAS SALES
Externo ao Programa - 1913687 - CESAR SANSON
Notícia cadastrada em: 13/04/2022 08:24
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa14-producao.info.ufrn.br.sigaa14-producao