Banca de QUALIFICAÇÃO: ARNALDO COSTA GAMA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : ARNALDO COSTA GAMA
DATA : 29/07/2021
HORA: 14:30
LOCAL: Natal/RN - Remoto
TÍTULO:

CRIMES E CIDADES NO BRASIL: OS EFEITOS DAS TAXAS DE
HOMICÍDIOS DOLOSOS INTENCIONAIS NO TERRITÓRIO MANAUARA


PALAVRAS-CHAVES:

Espaço Urbano, Manaus, Violência e Criminalidade, Homicídio
Dolosos, Análise espaço-temporal.


PÁGINAS: 107
RESUMO:

Acompanhamos ao longo da história transformações no espaço urbano das
grandes cidades brasileiras, muito por conta dos diversos processos históricos e de
fatores específicos que ocorrem no tecido urbano, como a industrialização, a densidade
populacional que intensificou o processo de urbanização, a sociabilidade dos espaços
urbanos ocasionando diversos problemas socioeconômicos, entre eles a violência e a
criminalidade. O principal objetivo deste trabalho será analisar as mudanças e
manifestações sociais típicas das grandes cidades, que ao longo dos anos, vem
modificando o território Manauara a partir da compreensão dos homicídios dolosos
intencionais, um dos principais problemas que afetam os espaços intra-urbanos das
metrópoles brasileiras. Este estudo pretende responder por que em um período e local as
taxas de homicídios dolosos podem apresentar eventos relacionados à estabilidade,
crescimento ou recrudescimento de tais crimes? Por sua vez, o estudo irá analisar o
fenômeno do ponto de vista dos padrões de urbanização e de homicídios que
configuram a capital Manaus para o período de 2012 a 2020. A pesquisa será descritivoexploratória
e análise na escala intra-urbana. Para o período em questão, os dados serão
observados na perspectiva longitudinal para o entendimento dos homicídios e de
matrizes teóricas que serão postas para análise, o que procurará demonstrar como
eventos de homicídios dolosos e suas taxas, seus condicionantes se relacionam no
tempo e espaço, além de avaliar os efeitos destes entre si, mesmo que na ótica históricosocial..
Serão observadas as transformações ocorridas na capital do Amazonas e como
estas se associam às taxas de homicídios. Essas transformações serão analisadas no
aspecto macrossocial, associando o movimento dos homicídios com as questões
econômicas, sociais e políticas que podem estar ligados diretamente ou indiretamente a
esses crimes, e na ótica das questões macrossociais em que podem estar associadas nas
diversas partes da cidade que as compõem, como econômicas, infra-estruturais,
demográficas e sociais, ou outras que se mostrem significativas para o entendimento do
fenômeno. A ideia é articular os dois níveis (macro/global e micro/local) para que
possam explicar os homicídios por meio das teorias universais e atemporais para ao
entendimento das questões da pesquisa, sobre as teorias dos crimes urbanos, das
mudanças sociais capazes de explicar o que ocorre na urbe.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1014897 - CLAUDIO ROBERTO DE JESUS
Interno - 1012850 - RODRIGO FIGUEIREDO SUASSUNA
Externo ao Programa - 1422122 - JÁRVIS CAMPOS
Externa à Instituição - MARCELLE GOMES FIGUEIRA - UCB
Notícia cadastrada em: 13/07/2021 20:29
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa21-producao.info.ufrn.br.sigaa21-producao