Banca de QUALIFICAÇÃO: LETÍCIA DE SOUZA AMARAL

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : LETÍCIA DE SOUZA AMARAL
DATA : 30/08/2019
HORA: 09:00
LOCAL: sala do Labrural
TÍTULO:

CIRCUITOS CURTOS DE COMERCIALIZAÇÃO NO CONTEXTO DOS SISTEMAS AGROALIMENTARES PÓS-MODERNOS: UM ESTUDO DE CASO SOBRE A EXPERIÊNCIA DA CENTRAL DE COMERCIALIZAÇÃO DA AGRICULTURA FAMILIAR E ECONOMIA SOLIDÁRIA NO RIO GRANDE DO NORTE (CECAFES)


PALAVRAS-CHAVES:

circuitos curtos de comercialização; CECAFES; crises alimentares; críticas ao modelo convencional.


PÁGINAS: 130
RESUMO:

São muitos os trabalhos que apontam que a partir dos anos 90 é crescente o movimento em torno de um sistema agroalimentar sustentável. Isso se deve, em grande parte, ao fato de os consumidores virem se questionando quanto à qualidade daquilo que eles têm consumido, devido às crises alimentares e as críticas ao modelo convencional. Dessa maneira, apresenta-se de modo crescente a preocupação quanto à forma de produção do alimento, associado a sua origem, valores culturais, simbólicos e ambientais. Tem-se observado algumas experiências locais, que propõem formas alternativas de distribuir os alimentos. Essas iniciativas estão sendo responsáveis por uma maior aproximação do rural e o consumo nas áreas urbanas, deflagrando o que a literatura tem chamado de Circuitos Curtos de Comercialização (CCCs). Eles se apresentam como os responsáveis por “encurtar os circuitos” das longas e anônimas cadeias de abastecimento características do modo industrial de produção de alimentos. Aponta-se que estas formas de coordenação aumentam a autonomia dos produtores na captura de um maior valor no processo de comercialização, dada à aproximação nas relações geográfica e de confiança, entre os agricultores e consumidores, diminuindo a assimetria de informação. As pesquisas a respeito dessa temática ainda se apresentam bastante concentradas no hemisfério norte. Apesar disso, é possível verificar o quanto os CCCs seguem ganhando espaço como possibilidade de mercado para os agricultores do hemisfério sul do mundo e diante disso, demanda-se pesquisas que possam refletir em cima desse novo cenário e explicar as especificidades que norteiam essa discussão. Dessa maneira, o objetivo deste trabalho é compreender como a Central de Agricultura Familiar e Economia Solidária (CECAFES) tem se inserido no contexto dos Circuitos Curtos de Comercialização. Este trabalho possui um caráter exploratório e contará com revisão bibliográfica e documental. Além disso, será utilizado um estudo de caso sobre a CECAFES e para isso, serão adotadas ferramentas quantitativas e qualitativas, obtidas por meio do banco de dados da Central, questionários semiestruturados e fechados. Os resultados parciais desta pesquisa apontam que a CECAFES é fruto de uma luta histórica dos agricultores familiares, que obtiveram não só um espaço para comercialização dos seus produtos, mas também uma central de distribuição, que os permitem acessar outros canais de comercialização. Espera-se que essa pesquisa possa contribuir com o debate sobre os circuitos curtos de comercialização e a sua relevância para inserção da agricultura familiar no mercado local, via conexão entre produtores e consumidores.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1121285 - FERNANDO BASTOS COSTA
Interna - 1715135 - JOANA TEREZA VAZ DE MOURA
Interna - 3180158 - WINIFRED KNOX
Externo ao Programa - 1221864 - THALES AUGUSTO MEDEIROS PENHA
Notícia cadastrada em: 19/08/2019 11:32
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa06-producao.info.ufrn.br.sigaa06-producao