Banca de DEFESA: ALENUSKA LUCENA MEDEIROS

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : ALENUSKA LUCENA MEDEIROS
DATA : 20/05/2019
HORA: 09:30
LOCAL: sala multimeios 2
TÍTULO:

Práticas e relações socioespaciais e culturais nos espaços públicos de Currais Novos/ RN, durante a Festa de Sant’Ana: pesquisa qualitativa e etnográfica


PALAVRAS-CHAVES:

Cidade Criativa. Cultura. Currais Novos. Espaço público. Festa de Sant’Ana. Práticas e percepções socioespaciais.


PÁGINAS: 137
RESUMO:

O espaço é produzido pelas relações sociais, políticas e econômicas. Nele ocorrem as trocas, os encontros, as festividades e a vida cotidiana que dinamiza a cidade. Entre as dinâmicas encontradas na cidade estão as festas populares, presentes desde a formação da maioria das cidades brasileiras. A cultura da cidade de Currais Novos, no estado do Rio Grande do Norte, apresenta forte influência da Igreja Católica Apostólica Romana, identificada através dos ritos religiosos e apropriações socioespaciais. Contudo, a maior festa religiosa de Currais Novos é a Festa de Sant’Ana que vem absorvendo novas manifestações culturais com características “profanas”, desde o Século XX. Nesse processo de ressignificação festiva, percebe-se que as práticas socioespaciais e culturais interferem nas apropriações de indivíduos e grupos. Por essas ressignificações, o objetivo da presente pesquisa foi analisar as relações socioespaciais e culturais de Currais Novos/RN, a partir da Festa de Sant’Ana, identificando como elas contribuem para a ideia contemporânea de cidade e tendo em conta a tríade espacial de Lefebvre e Soja. A pesquisa seguiu uma abordagem qualitativa e etnográfica, através das técnicas de observação e entrevistas semiestruturadas. Essa metodologia permitiu aproximar a percepção das práticas socioespaciais do discurso compartilhado e praticado no que tange os espaços públicos e à cultura em Currais Novos/ RN. Chegou-se à conclusão de que as práticas socioespaciais e culturais de Currais Novos se realizam a partir das ressignificações das apropriações e dominações de indivíduos e grupos. Porém, é a apropriação que vai tornar possível o espaço irreconciliável, onde as diferentes identidades e intenções de lucro, ideologia e do “festejar “se combinam.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 2006088 - FERNANDO MANUEL ROCHA DA CRUZ
Externo ao Programa - 1246363 - RICHARDSON LEONARDI MOURA DA CAMARA
Externa à Instituição - KADYDJA KARLA NASCIMENTO CHAGAS - IFRN
Notícia cadastrada em: 02/05/2019 09:17
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa11-producao.info.ufrn.br.sigaa11-producao