Banca de QUALIFICAÇÃO: BISMARCK OLIVEIRA DA SILVA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : BISMARCK OLIVEIRA DA SILVA
DATA : 21/06/2018
HORA: 14:00
LOCAL: sala do SEMAPA
TÍTULO:

Os desafios das mudanças climáticas à população das praias urbanas de Natal-RN


PALAVRAS-CHAVES:

Questão socioambiental; Mudanças climáticas; Políticas Públicas; Gestão costeira; Praias urbanas.


PÁGINAS: 79
RESUMO:

A pesquisa abarca o contexto da crise ambiental e suas consequências para as populações que usam o espaço das praias urbanas, analisando os impactos das mudanças climáticas que se dividem em diretos – aumento do nível do mar, forçando a retirada/recuo das habitações costeiras e infraestruturas locais, a consequente erosão costeira, inundação por transposição de ondas e tsunamis; e indiretos – gerando a obstrução das desembocaduras de canais, intrusão salina em corpos hídricos de água doce interiores e sua consequente escassez. Ademais, estuda os mecanismos de enfretamento da resolução dessa problemática por parte do Estado, mercado e sociedade civil. Hoje, os problemas básicos consistem no atraso de soluções de saneamento básico e no despreparo para os eventos das mudanças climáticas, configurando duas ameaças socioambientais e consequências para as famílias que vivem de atividades econômicas nesse ambiente e frequentadores. O objetivo geral é analisar como as expressões da questão socioambiental são sentidas pela população das praias urbanas de Natal/RN. Os objetivos específicos são: a) realizar o diagnóstico das vulnerabilidades socioambientais nas praias urbanas de Natal/RN; b) entender como os atores sociais estão se adaptando às mudanças climáticas no espaço praiano; e c) verificar se estão sendo implementadas estratégias para proteção e fiscalização das praias de Natal/RN. A abordagem da pesquisa é de cunho qualitativo e caráter exploratório, sendo realizada através de pesquisa documental e de campo, com entrevistas semiestruturadas e aplicação de questionários por amostragem com os atores sociais que interferem na dinâmica praiana. O estudo de caso abrange duas praias de Natal/RN, são elas: Ponta Negra e Redinha, escolhidas por serem praias que constantemente apresentam índices de balneabilidade acima do permitido, sofrem com os processos das mudanças climáticas e por serem utilizadas estrategicamente por diversos atores socioeconômicos como fonte de renda. O estudo poderá desvelar a realidade atual, buscando compreender a dinâmica da questão socioambiental e subsidiar ações do poder público no aprimoramento da gestão e participação pelos órgãos competentes quanto à preservação do espaço praiano.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1958900 - FABIO FONSECA FIGUEIREDO
Interno - 000.000.000-00 - JOSE GOMES FERREIRA - ULISBOA
Externo ao Programa - 1717461 - LUCIANA DE FIGUEIREDO LOPES LUCENA
Externo ao Programa - 6349964 - MARISE COSTA DE SOUZA DUARTE
Notícia cadastrada em: 13/06/2018 12:38
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa11-producao.info.ufrn.br.sigaa11-producao