Banca de QUALIFICAÇÃO: GILNADSON DA SILVA BERTULEZA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : GILNADSON DA SILVA BERTULEZA
DATA : 05/06/2017
HORA: 10:00
LOCAL: a definir
TÍTULO:

“Aqui não é mais como era antes”: as transformações no espaço urbano da área do antigo Centro Social Urbano no bairro da Cidade da Esperança, Natal/RN.


PALAVRAS-CHAVES:

Áreas públicas; Convívio social; Cotidiano; Equipamentos institucionais.


PÁGINAS: 63
RESUMO:

As áreas públicas, especialmente a superquadra do antigo Centro Social Urbano, no bairro da Cidade da Esperança, Natal/RN, desde a sua fundação no início da década de 1960, interatuaram com os seus usuários, por meio da ocorrência de atividades recreativas, esportivas, culturais e profissionalizantes. Os acontecimentos provenientes dessa interação possibilitaram a preservação dessas áreas, contribuindo assim com o convívio social no bairro. No entanto, observa-se certo distanciamento dos moradores desses espaços de relações humanas em virtude de sua mudança de função através da instalação de equipamentos institucionais. Diante do exposto, questiona-se: Como os edifícios construídos para abrigar novas atividades contribuíram para afastar a população local dos espaços de utilização comunitária existentes na área do antigo Centro Social Urbano e das atividades que eles congregavam? Sendo assim, o objeto de estudo versa sobre as transformações no espaço urbano construído e sua relação com os novos rumos da vida coletiva. E tem-se como objetivo principal compreender a influência dos fatores físico-espaciais da dinâmica urbana na (re)estruturação do cotidiano dos moradores, com o intuito de alimentar a discussão a respeito da interferência das políticas públicas e das intervenções nos lugares sociabilidade da cidade. A motivação para a abordagem dessa temática se deu a partir da observação empírica do autor, ao vivenciar parte das transformações experienciadas pela área. Com isso, notou-se que ela possui desde a fundação uma forte identidade no que tange à utilização dos espaços públicos.  Com base em reflexões empreendidas por Ana Fani Carlos, Lobato Corrêa, Henri Lefebvre, Agnes Heller,José Magnani, Niara Palma, Angelo Serpa, Luís Ribeiro, Adauto Cardoso e Ermínia Maricato, dentre outros, serão abordados aspectos relacionados aos seguintes conceitos: Agentes sociais modeladores do espaço urbano, Cotidiano, Lugar e Dinâmica urbana, transformadora dos espaços de vida coletiva. Por fim, o percurso metodológico adotado procura aliar os preceitos estabelecidos pelo método de pesquisa etnográfica em uma perspectiva histórica, recorrendo ainda a diversas técnicas, como a observação participante, fotoetnografia, entrevistas, levantamento de dados, confecção de mapas e análise de plantas.

 

As áreas públicas, especialmente a superquadra do antigo Centro Social Urbano, no bairro da Cidade da Esperança, Natal/RN, desde a sua fundação no início da década de 1960, interatuaram com os seus usuários, por meio da ocorrência de atividades recreativas, esportivas, culturais e profissionalizantes. Os acontecimentos provenientes dessa interação possibilitaram a preservação dessas áreas, contribuindo assim com o convívio social no bairro. No entanto, observa-se certo distanciamento dos moradores desses espaços de relações humanas em virtude de sua mudança de função através da instalação de equipamentos institucionais. Diante do exposto, questiona-se: Como os edifícios construídos para abrigar novas atividades contribuíram para afastar a população local dos espaços de utilização comunitária existentes na área do antigo Centro Social Urbano e das atividades que eles congregavam? Sendo assim, o objeto de estudo versa sobre as transformações no espaço urbano construído e sua relação com os novos rumos da vida coletiva. E tem-se como objetivo principal compreender a influência dos fatores físico-espaciais da dinâmica urbana na (re)estruturação do cotidiano dos moradores, com o intuito de alimentar a discussão a respeito da interferência das políticas públicas e das intervenções nos lugares sociabilidade da cidade. A motivação para a abordagem dessa temática se deu a partir da observação empírica do autor, ao vivenciar parte das transformações experienciadas pela área. Com isso, notou-se que ela possui desde a fundação uma forte identidade no que tange à utilização dos espaços públicos.  Com base em reflexões empreendidas por Ana Fani Carlos, Lobato Corrêa, Henri Lefebvre, Agnes Heller,José Magnani, Niara Palma, Angelo Serpa, Luís Ribeiro, Adauto Cardoso e Ermínia Maricato, dentre outros, serão abordados aspectos relacionados aos seguintes conceitos: Agentes sociais modeladores do espaço urbano, Cotidiano, Lugar e Dinâmica urbana, transformadora dos espaços de vida coletiva. Por fim, o percurso metodológico adotado procura aliar os preceitos estabelecidos pelo método de pesquisa etnográfica em uma perspectiva histórica, recorrendo ainda a diversas técnicas, como a observação participante, fotoetnografia, entrevistas, levantamento de dados, confecção de mapas e análise de plantas.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 2432718 - ALEXSANDRO FERREIRA CARDOSO DA SILVA
Presidente - 347654 - ANGELA LUCIA DE ARAUJO FERREIRA
Externo ao Programa - 1243551 - GIOVANA PAIVA DE OLIVEIRA
Notícia cadastrada em: 25/05/2017 10:36
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa10-producao.info.ufrn.br.sigaa10-producao