Banca de QUALIFICAÇÃO: JÉSSICA SAMÁRA SOARES DE LIMA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: JÉSSICA SAMÁRA SOARES DE LIMA
DATA: 29/02/2016
HORA: 15:00
LOCAL: Auditório I do Labplan
TÍTULO:

AS COOPERATIVAS DA AGRICULTURA FAMILIAR NO TERRITÓRIO SERTÃO DO APODI (RN): EFETIVIDADE E ENTRAVES

 

PALAVRAS-CHAVES:

Cooperativismo. Território. Trajetória.


PÁGINAS: 76
GRANDE ÁREA: Ciências Sociais Aplicadas
ÁREA: Planejamento Urbano e Regional
RESUMO:

A região Nordeste do Brasil, paradoxalmente, sempre foi considerada um ambiente hostil e propício ao cooperativismo, especialmente no que diz respeito à criação de cooperativas de agricultores familiares. A capacidade de produção econômica das cooperativas ainda é frágil, e as atividades que constituem as cadeias produtivas desenvolvidas por elas têm enfrentado limitações que, em muitos casos, têm inviabilizado o seu desempenho e operacionalização. A maioria das organizações coletivas de agricultores familiares do estado do Rio Grande do Norte originou-se dos movimentos sindicais do campo e da atuação da Igreja Católica, que realizava um trabalho social voltado para populações rurais, com a formação de lideranças, no intuito de se criar organizações coletivas (associações e cooperativas). Assim, o território Sertão do Apodi é reconhecido pela presença marcante de organizações coletivas, ganhando, assim, maior notoriedade e reconhecimento nos espaços públicos, dentre as quais se constituem as cooperativas de base familiar. Nesse sentido, a pesquisa tem por objetivo analisar a trajetória das cooperativas da agricultura familiar no Território Sertão do Apodi (RN), bem como os fatores que promoveram as efetivações e entraves existentes para o desenvolvimento das organizações de cooperação. Como procedimento metodológico optou-se por um estudo de caso de caráter quali-quantitativo, sendo que para técnica de coleta de dados primários será utilizada a entrevista. A coleta de dados secundários será realizada por intermédio do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), das atas de constituição das cooperativas e da base de dados do NEDET-UERN. Os dados serão obtidos através de entrevistas semiestruturadas, com perguntas abertas e fechadas junto aos atuais presidentes e ex-presidentes. Para tratamento dos dados serão utilizados os softwares Excel e SPSS 20, a fim de auxiliarem no tratamento dos dados secundários. A análise dos dados será feita por procedimentos quantitativos (estatística descritiva) e qualitativos (análise de conteúdos e documental). As unidades de análise serão as cooperativas da agricultura familiar do território Sertão do Apodi (RN). Por fim, acredita-se que as organizações que estão inseridas no ambiente econômico e enfrentando a lógica capitalista criam estratégias de convivência com moldes cooperativistas. Diante disso, acredita-se que obtiveram maior êxito quando passaram a articular ações coletivas para a melhoria da qualidade do processo produtivo familiar. As cooperativas têm demostrado desempenho de produção e comercialização a partir da estruturação de unidades de beneficiamento, bem como contribuindo para as ações do fortalecimento produtivo, no entanto ainda encontram-se frágeis na estruturação produtiva e na gestão dos empreendimentos.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1121285 - FERNANDO BASTOS COSTA
Interno - 1715135 - JOANA TEREZA VAZ DE MOURA
Externo ao Programa - 1149330 - JOAO MATOS FILHO
Notícia cadastrada em: 22/02/2016 09:41
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa27-producao.info.ufrn.br.sigaa27-producao