Banca de DEFESA: ANALUCIA DE AZEVEDO SILVA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ANALUCIA DE AZEVEDO SILVA
DATA: 04/04/2014
HORA: 09:00
LOCAL: Auditório A do CCHLA
TÍTULO:

UM SONHO DISTANTE: REFLEXÕES SOBRE ACESSIBILIDADE NOS CONJUNTOS HABITACIONAIS DO PMCMV FAIXA 1 NA REGIÃO METROPOLITANA DE NATAL


PALAVRAS-CHAVES:

Acessibilidade. Programa Minha Casa Minha Vida. Região Metropolitana de Natal. Habitação de interesse social. Localização. Transporte público coletivo.


PÁGINAS: 216
GRANDE ÁREA: Ciências Sociais Aplicadas
ÁREA: Planejamento Urbano e Regional
RESUMO:

A presente dissertação busca refletir sobre a acessibilidade nos conjuntos habitacionais do Programa Minha Casa Minha Vida, Faixa 1, que compreende as pessoas que recebem de 0 a 3 salários mínimos, no âmbito da Região Metropolitana de Natal – RMNatal - entre os anos de 2009 e 2012. A pesquisa abrange os municípios beneficiados pelo programa: Ceará-Mirim, Extremoz, Macaíba, Monte Alegre, Natal, Nísia Floresta, Parnamirim e São Gonçalo do Amarante. Investigamos os desdobramentos do PMCMV no que se refere ao acesso à cidade, discutindo alguns conceitos ligados ao modo de produção capitalista como segregação residencial e periferização. Buscamos identificar as condições de acessibilidade nos novos conjuntos habitacionais a partir de três categorias que consideramos fundamentais, a saber, a localização dos empreendimentos, a oferta de transporte público coletivo e a disponibilidade de equipamentos públicos, serviços, lazer e bens culturais no entorno desses. Nosso referencial teórico se concentra nas ideias do geógrafo britânico David Harvey na obra “A Justiça Social e a Cidade”, de 1980. Os estudos desenvolvidos por Harvey nos levaram a debater sobre a escolha locacional para a habitação de interesse social, bem como nos permitiu discutir o preço da acessibilidade a esses novos empreendimentos e suas implicações na renda dos indivíduos beneficiados pelo programa, principalmente porque tratamos de uma população de baixa renda. Para a consecução desses objetivos, nos valemos do estudo de caso, incluindo pesquisa documental, documentação fotográfica, registros de observações de campo e conversas informais com moradores, compondo um estudo de natureza qualitativa. À luz do que foi pesquisado e, considerando as questões norteadoras da pesquisa, buscamos refletir sobre os aspectos do programa que podem influenciar sobremaneira nos processos de segregação residencial e periferização da habitação da população de baixa renda a partir da precarização das condições de acessibilidade para a referida população.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2621706 - SORAIA MARIA DO SOCORRO CARLOS VIDAL
Interno - 2432718 - ALEXSANDRO FERREIRA CARDOSO DA SILVA
Externo à Instituição - LUIS RENATO BEZERRA PEQUENO - UFC
Notícia cadastrada em: 27/02/2014 10:37
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa12-producao.info.ufrn.br.sigaa12-producao