Banca de QUALIFICAÇÃO: GÉSSICA VITALINO DIÓGENES

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : GÉSSICA VITALINO DIÓGENES
DATA : 17/11/2017
HORA: 08:00
LOCAL: Sala 01 do Prédio das Pós Graduações
TÍTULO:

Efeito do extrato pirolenhoso como aditivo na ração de codornas europeias criadas em dois tipos de cama


PALAVRAS-CHAVES:

Coturnicultura, custo da ração, desempenho, rendimento de carcaça, vinagre de madeira.


PÁGINAS: 20
RESUMO:

A coturnicultura de corte vem se tornando uma atividade altamente promissora no país, se fazendo necessária a busca por alternativas para redução nos custos, otimizando a produção de carne aliado a sustentabilidade. Alguns produtos podem ser utilizados como melhoradores do desempenho, porém, podem causar problemas na comercialização se distribuídos em países mais exigentes. Uma alternativa seria o uso do extrato pirolenhoso (EP), que é um produto que atua como melhorador de desempenho natural por conter em sua composição compostos fenólicos, aldeídos e cetonas que tem propriedades bactericidas, antifúngicas e antioxidantes. Desse modo, objetivou-se avaliar o desempenho e rendimento de carcaça de codornas europeias alojadas em dois tipos de cama suplementadas com extrato pirolenhoso. O experimento foi conduzido utilizando 400 codornas de corte de 1 a 42 dias, distribuídas em um delineamento inteiramente casualizado em esquema fatorial 5x2, com cinco níveis de extrato pirolenhoso (0,0; 1,0; 1,5; 2,0 e 2,5%) e dois tipos de cama (nova e usada), totalizando 10 tratamentos e 4 repetições sendo 10 aves por unidade experimental, alojadas em boxes. As aves foram pesadas no inicio e no final do período experimental para avaliação dos parâmetros de desempenho (ganho de peso (GP), consumo de ração (CR) e conversão alimentar (CA)). Ao final do período experimental, foram abatidas 8 aves de cada tratamento para avaliação da carcaça (rendimento de carcaça (RQ) e peso dos órgãos). Foram avaliados ainda a analise econômica da utilização do extrato na ração, através dos cálculos de custo da ração, coeficiente operacional efetivo, receita bruta, margem bruta do coeficiente operacional efetivo, lucro operacional efetivo e índice de lucratividade. Os níveis de suplementação de extrato pirolenhoso utilizado nas rações, não influenciaram (P>0,05) o GP e CA das aves alojadas em cama nova. Para as codornas alojadas em cama usada, foi observado efeito linear para CR, GP e CA. Observou-se melhor RQ para as aves alojadas em cama nova quando comparadas as alojadas em cama usada. Já para o peso dos órgãos e a analise econômica, a inclusão de EP na ração não foi observada efeito. Portanto, a inclusão de até 2,5% de extrato pirolenhoso na ração de codornas europeias alojadas em cama usada diminuiu o consumo sem alterar o ganho de peso melhorando a conversão alimentar. Porém quando alojadas em cama nova apresentaram melhor rendimento de carcaça. Em relação ao peso dos órgãos e viabilidade econômica, não foram encontradas diferenças tanto de aves alojadas em cama nova quanto em aves alojadas em cama usada.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1605626 - ELISANIE NEIVA MAGALHAES TEIXEIRA
Interno - 009.675.424-99 - ANDREZA LOURENÇO MARINHO - UFRPE
Interno - 1323030 - JANETE GOUVEIA DE SOUZA
Notícia cadastrada em: 13/11/2017 15:01
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2021 - UFRN - sigaa07-producao.info.ufrn.br.sigaa07-producao