Banca de DEFESA: NATHÁLIA RAFAELA FIDELIS CAMPOS

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : NATHÁLIA RAFAELA FIDELIS CAMPOS
DATA : 20/02/2017
HORA: 09:00
LOCAL: Sala de Reuniões da Direção da EAJ
TÍTULO:

Suplementação alimentar de matrizes em pasto diferido: desempenho de ovelhas e cordeiros até o desmame


PALAVRAS-CHAVES:

concentrado, ganho de peso, medidas biométricas, mistura múltipla, ovinos, suplementação


PÁGINAS: 80
RESUMO:

Objetivou-se avaliar a influência da suplementação alimentar de ovelhas mantidas em pasto diferido durante o terço final de gestação e a fase de lactação e sobre o desempenho e características biométricas dos cordeiros do nascimento ao desmame. O experimento foi conduzido na área experimental do Grupo de Estudos em Forragicultura (GEFOR), localizado no Campus Macaíba da Universidade Federal do Rio Grande do Norte – UFRN, no período de 30 de dezembro de 2015 a 19 de junho de 2016. Foram utilizados 61 cordeiros, sem padrão racial definido, oriundos de 55 matrizes, sem padrão racial definido, com média de 120 dias de gestação no início do experimento. As matrizes foram distribuídas de forma aleatória em três tratamentos (suplementação com mistura múltipla, suplementação concentrada a 0,4% e 0,8% do peso vivo). As matrizes permaneceram em pasto diferido de Brachiaria brizantha cv. Marandu em período diurno, sendo recolhidas a baias coletivas onde ocorreu a oferta dos suplementos. Foram realizadas coletas de leite das matrizes para análises dos seus constituintes e células somáticas. As amostras coletadas foram do colostro e aos 7, 14, 21 e 28 dias após o parto. O desempenho das crias foi avaliado a partir do peso ao nascer, com pesagens semanais até a idade de 90 dias (idade de desmame). Dessa forma, foi possível acompanhar o ganho médio diário (GMD) e o ganho total (GT). A coleta das medidas biométricas foram iniciadas aos 30 dias de idade e de forma quinzenal até atingir os 90 dias de idade de cada cria. Houve efeito (P<0,05) da suplementação alimentar da matriz, do sexo da cria, do tipo de parto e da raça do reprodutor sobre o peso vivo da cria, ao nascimento, aos 30, 60 e 90 dias de idade. Para as medidas biométricas o efeito foi significativo (P<0,05) apenas para a suplementação alimentar da matriz e o tipo do parto. Não houve efeito (P>0,05) da suplementação alimentar da matriz para a composição e qualidade do leite das ovelhas. A utilização de pasto diferido associado à suplementação concentrada em níveis de 0,4% ou 0,8% para matrizes em gestação e lactação, promove melhor desempenho produtivo e reprodutivo para esses animais, melhor desenvolvimento dos cordeiros do nascimento ao desmame, com ganhos de peso que possibilitam peso vivo acima de 18 kg no desmame, além de melhores medidas biométricas, que asseguram carcaças com melhor conformação.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 2313454 - ADRIANO HENRIQUE DO NASCIMENTO RANGEL
Interno - 986835 - GELSON DOS SANTOS DIFANTE
Externo à Instituição - DENISE BAPTAGLIN MONTAGNER - EMBRAPA
Externo à Instituição - JOAO VIRGINIO EMERENCIANO NETO - UNIVASF
Notícia cadastrada em: 11/02/2017 16:49
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2021 - UFRN - sigaa21-producao.info.ufrn.br.sigaa21-producao