Banca de QUALIFICAÇÃO: EMMANUELLA DE OLIVEIRA MOURA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: EMMANUELLA DE OLIVEIRA MOURA
DATA: 05/11/2015
HORA: 09:00
LOCAL: Auditório de diretoria da UAECIA
TÍTULO:

PERFIL MICROBIOLÓGICO E DE CELULARIDADE DO LEITE DE BÚFALAS MURRAH EM REBANHO COMERCIAL


PALAVRAS-CHAVES:

Palavras-chave: bubalina, leite, qualidade, microbiologia.


PÁGINAS: 67
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Zootecnia
SUBÁREA: Produção Animal
ESPECIALIDADE: Manejo de Animais
RESUMO:

PERFIL MICROBIOLÓGICO E DE CELULARIDADE DO LEITE DE BÚFALAS MURRAH EM REBANHO COMERCIAL

 

RESUMO

 

O aumento na demanda mundial por leite e seus derivados de qualidade é um tema recorrente quando se decide investir em agregação de valor, por conseqüência, a aquisição de alimentos saudáveis e seguros por parte dos consumidores. Este pressuposto está diretamente associado à competitividade e rentabilidade, tonando-se de fundamental importância para a conquista e manutenção de mercados. Dentre as diferentes espécies leiteiras, a bubalina aparece como alternativa para a disponibilidade de alimentos de alto valor biológico. Ressalte-se que alguns dos seus derivados possuem selos de pureza que são concedidos aos laticínios conferindo-lhes um diferencial, também, de importância comercial. Entretanto, ainda não existe a normatização da qualidade do leite que dá origem a esses derivados. Sabe-se que os bubalinos possuem particularidades relacionadas a características anatômicas histomorfológicas e imunológicas da glândula mamária que lhes confere maior resistência contra infecções. Ainda, que alguns testes usados rotineiramente nas fêmeas de outros ruminantes não são tão eficazes. No entanto, a búfala apresenta problemas sanitários semelhantes aos da vaca, dentre eles a mastite, que leva a redução da produção de leite e alterações dos teores de seus constituintes. Assim, o experimento tem como objetivos avaliar a ocorrência de mastite subclínica de quartos mamários por da contagem de células somáticas (CCS) e por contagem padrão em placas (CPP), estabelecer o perfil microbiológico dos agentes causadores de mastite nas amostras de leite; avaliar o comportamento celular e correlacioná-los, avaliar fatores de risco para aquisição da doença e determinar o potencial enterotoxigênico de Staphylococcus aureus no leite bubalino, sendo estes dividido em três capítulos. No qual, o primeiro tem como objetivo a explanação do referencial teórico, o segundo objetiva avaliar os parâmetros físico-químicos, celulares e microbiológicos de búfalas Murrah de dois lotes distintos de produção e no terceiro capítulo realizar a caracterização molecular das enterotoxinas em Staphylococcus aureus isolados nas amostras de leite. Para tanto serão usadas 30 búfalas da raça Murrah, das quais serão coletadas amostras de leite, no Município de Taipu, RN. A secreção láctea de cada teto será submetida à coleta de amostras, em frascos esterilizados e sem conservante, para o isolamento e contagem microbiológica e amostras em frascos contendo conservante bronopol para realização da CCS. Adicionalmente, será avaliado o perfil da sensibilidade antimicrobiana dos microorganismos isolados, a leitura da condutividade elétrica do leite, assim como a observação de hiperqueratose nos tetos dos animais e a detecção da presença de genes de oito enterotoxinas.  Pretende-se assim, verificar se o teste de triagem para mastite subclínica (CCS) é representativo quanto à saúde da glândula mamária na espécie bubalina, e assim evidenciar a importância da adoção de medidas preventivas a fim de assegurar a qualidade e inocuidade do leite e seus derivados.

Palavras-chave: bubalina, leite, qualidade, microbiologia.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 2313454 - ADRIANO HENRIQUE DO NASCIMENTO RANGEL
Externo ao Programa - 1731282 - CLAUDIA SOUZA MACEDO
Notícia cadastrada em: 27/11/2015 11:50
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2021 - UFRN - sigaa18-producao.info.ufrn.br.sigaa18-producao