Banca de QUALIFICAÇÃO: RAFAEL LEANDRO RAMOS DE OLIVEIRA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: RAFAEL LEANDRO RAMOS DE OLIVEIRA
DATA: 16/12/2013
HORA: 16:00
LOCAL: Sala 1 PPGPA
TÍTULO:

Efeito do farelo do bagaço do caju na dieta de suínos em terminação: Avaliação das características da carcaça e qualidade da carne


PALAVRAS-CHAVES:

Alimento alternativo, Ácidos graxos, Nutrição animal, Suinocultura


PÁGINAS: 50
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Zootecnia
SUBÁREA: Produção Animal
RESUMO:

A relação entre dieta e saúde está cada vez mais evidente em trabalhos recentes realizados sobre qualidade de carne. Produtores de suínos, conscientes do interesse dos consumidores, têm tentado através de modificações das dietas dos animais, fornecer carnes mais saudáveis. Por tanto isso exige uma adequação da nutrição e do manejo alimentar, pois a nutrição é um dos fatores preponderantes na definição dos aspectos qualitativos da carne suína. Na fase de terminação dos suínos a composição da carcaça muda, principalmente em relação ao aumento da deposição lipídica. Para tanto diversas alternativas nutricionais surgem com o intuito de melhorar a qualidade da carne, uma delas é uso de extratos vegetais na dieta, com destaque para o bagaço do caju. O projeto tem como objetivo avaliar as características da carcaça e qualidade da carne de suínos na fase de terminação, alimentados com rações contendo diferentes níveis de farelo do bagaço do caju (FBC). Forma utilizados 40 animais com peso médio inicial de 60 kg. O delineamento experimental foi de blocos casualizados com 5 tratamentos (0,0%, 7,5%, 15,0%, 22,5% e 30,0% de FBC) e 4 repetições. Os tratamentos foram compostos por uma dieta basal (DB), contendo milho, farelo de soja e núcleo comercial para suínos em terminação, sendo suplementada com diferentes níveis de FBC. No final do período experimental os animais serão abatidos para avaliação da carcaça e qualidade da carne. Através do método brasileiro de classificação de carcaça vai ser possível verificar a qualidade dessa carne, pelos parâmetros quantitativos (Comprimento da carcaça; Espessura de gordura subcutânea; Área do músculo Longissimus dorsi e área de gordura), qualitativos (pH; Cor do músculo) e o teor de ácidos graxos será analisado através da cromatografia gasosa. Através dos resultados obtidos, espera-se com este projeto analisar se as características da carcaça e a qualidade da carne foram afetados com a inclusão dos níveis do FBC.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - FAVIANO RICELLI DA COSTA MOREIRA - IFRN
Presidente - 026.977.198-06 - JOSE APARECIDO MOREIRA - CAPES
Notícia cadastrada em: 06/12/2013 08:06
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2021 - UFRN - sigaa02-producao.info.ufrn.br.sigaa02-producao