Banca de QUALIFICAÇÃO: LARISSA FERNANDA DO NASCIMENTO SILVA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: LARISSA FERNANDA DO NASCIMENTO SILVA
DATA: 13/12/2013
HORA: 08:00
LOCAL: Sala 01 da PPGPA
TÍTULO:

CARACTERIZAÇÃO DE PRODUTORES E DE SISTEMAS DE PRODUÇÃO DE CABRAS LEITEIRAS NAS MICRORREGIÕES AGRESTE E MACAÍBA - RIO GRANDE DO NORTE


PALAVRAS-CHAVES:

caprinocultura leiteira, comercialização, perfil do produtor


PÁGINAS: 47
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Zootecnia
SUBÁREA: Produção Animal
RESUMO:

A criação de programas governamentais de distribuição de alimentos fomentou a caprinocultura leiteira. Em contrapartida, não houve estímulo à criação de novos mercados ou canais de comercialização para o leite produzido. No sentido de subsidiar com informações os gestores para criação de políticas públicas de fomento a caprinocultura, o presente trabalho tem por objetivo caracterizar os produtores e os sistemas de produção de leite de cabra nas microrregiões Agreste e Macaíba do Estado do Rio Grande do Norte. Como primeira etapa, foi aplicado um questionário de múltipla escolha aos produtores de leite afiliados a Associação de Criadores de Cabras Leiteiras do Leste e Agreste Potiguar (ACLAP), distribuídos em seis municípios na microrregião Agreste e Macaíba. Ao total, foi traçado o perfil de 13 caprinocultores e caracterizado 13 sistemas de produção. Para sequência do trabalho foi realizada a identificação das principais espécies com potencial forrageiro. Foi coletado a amostra do pasto e dos alimentos fornecidos no cocho aos animais em cada propriedade. As amostras foram  encaminhadas ao Laboratório de Nutrição Animal (UFRN) para procedimento das análises químicas de composição. Obteve-se com as informações oriundas do questionário, a criação de um banco de dados com utilização do programa Acces® e, estes foram submetidos à análise descritiva com o auxílio do Excel®. Os resultados mostram que a maioria dos produtores apresentam idade média de 55±12,51 anos e média de 10,18 ± 7,59 anos na atividade e ensino médio e superior completos. O regime de manejo adotado é o semi-intensivo, com duas ordenhas diárias. A produção total de leite dos produtores é de 443 litros/dia com média de 40,27 ± 26,22 litros por produtor. A principal rota de comercialização do leite é a venda para outra associação/cooperativa. A qual pasteuriza e destina o produto para a compra do leite do Estado. Os produtores das microrregiões Agreste e Macaíba apresentam como principal preocupação a qualidade da mão de obra, indicando a necessidade de capacitação pessoal dos trabalhadores envolvidos na caprinocultura leiteira nessas microrregiões. E também, enfatizaram a carência por ações de estímulo e abertura de novos canais de comercialização para o leite  caprino e seus derivados. 

 


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1282620 - HENRIQUE ROCHA DE MEDEIROS
Interno - 1149546 - EMERSON MOREIRA DE AGUIAR
Interno - 127.568.146-87 - LUCIANO PATTO NOVAES - NENHUMA
Notícia cadastrada em: 04/12/2013 08:59
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2021 - UFRN - sigaa26-producao.info.ufrn.br.sigaa26-producao