PPGH/CCHLA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM HISTÓRIA DEPARTAMENTO DE HISTÓRIA Telefone/Ramal: Não informado https://posgraduacao.ufrn.br/ppgh

Banca de DEFESA: KALIANA CALIXTO FERNANDES

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: KALIANA CALIXTO FERNANDES
DATA: 05/09/2012
HORA: 14:00
LOCAL: Sala C-4 do setor II de aulas
TÍTULO:

Santo de casa “faz” milagre: Luís da Câmara Cascudo, o padroeiro literário da cidade de Natal.

 


PALAVRAS-CHAVES:

Luís da Câmara Cascudo. Casa. Espaços. Biografia. Memória


PÁGINAS: 118
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: História
RESUMO:

Partindo do pressuposto teórico de que o sujeito é uma obra de rascunho em permanente “invenção”, os textos biográficos, as memórias escritas por Luís da Câmara Cascudo, entre os anos de 1967 e 1969, foram lidas como parte de uma estratégia discursiva montada pelo memorialista potiguar de construção de uma imagem de si profundamente ligada ao espaço da casa, a qual colaborou decisivamente para que o “professor e pesquisador de província”, após o anúncio da sua aposentadoria oficial, em 1968, fosse reverenciado na cidade onde nasceu como o santo de casa que “faz” milagre, se tornando, ainda em vida, o padroeiro literário da cidade de Natal. Seguindo uma ordem cronológica, que também é lógica, nós iniciamos o nosso trabalho com uma leitura sobre o modo como o memorialista potiguar selecionou, ordenou e espacializou as suas memórias da infância; problematizando, no capítulo seguinte, os significados atribuídos por Câmara Cascudo a casa no Tirol, transformada em “Principado do Tirol” pelo “jovem” príncipe Cascudinho; finalizando com as memórias do “velho professor aposentado” com o propósito de pensarmos o processo de sacralização da casa onde o “mestre” Cascudo morou quase quarenta anos de sua vida e produziu grande parte de sua obra, elegendo-a como monumento à sua memória, como a sua própria encarnação, como garantia de sua eternidade e perenidade, como seu santuário e lugar de adoração, o que vem sendo garantido pelas ações que, ainda hoje, a institucionalizam como sendo o seu espaço sagrado.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 336185 - DURVAL MUNIZ DE ALBUQUERQUE JUNIOR
Interno - 1518086 - FRANCISCO DAS CHAGAS FERNANDES SANTIAGO JUNIOR
Externo à Instituição - MARGARIDA DE SOUZA NEVES - PUC - RJ
Notícia cadastrada em: 14/08/2012 10:02
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa02-producao.info.ufrn.br.sigaa02-producao