PPGH/CCHLA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM HISTÓRIA DEPARTAMENTO DE HISTÓRIA Telefone/Ramal: Não informado https://posgraduacao.ufrn.br/ppgh

Banca de QUALIFICAÇÃO: THAISE GABRIELLA DE ALMEIDA RODRIGUES

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : THAISE GABRIELLA DE ALMEIDA RODRIGUES
DATA : 26/11/2021
HORA: 16:00
LOCAL: meet.google.com/dbt-mkye-kyh
TÍTULO:
Espaço, práticas médicas e vivências da loucura: um olhar sobre o Hospital Colônia de Natal (1957-1965).

PALAVRAS-CHAVES:
História da loucura; História da psiquiatria; Hospital Colônia; Hospital de Alienados.

PÁGINAS: 66
RESUMO:
Este  trabalho  tem  como  objeto  de  estudo  o  Hospital  Colônia,  instituição  psiquiátrica  da cidade  de  Natal,  de  1957  até  1965,  respectivamente,  ano  de  sua  inauguração  e  ano  do falecimento de seu idealizador, o psiquiatra João da Costa Machado. O objetivo é analisar, sob o ponto de vista cultural e da história social, como se formou o discurso que clamava por um novo espaço para tratamento da loucura, o Hospital Colônia, devido às más condições de funcionamento  do Hospital de Alienados (1911-1957), pensar  como  a nova instituição se estruturou  fisicamente  e  como  essa  estrutura  contribuiu  para  práticas  médicas  como  a laborterapia e praxiterapia, e definir como a psiquiatria potiguar identificava, diagnosticava e tratava a loucura naquele contexto histórico. Além disso, esse trabalho pretende delinear o perfil dos pacientes  internados no Hospital  Colônia, durante os anos de 1957  até 1965,  e busca  compreender  suas  experiências  e  vivências,  deixando  emergir  suas  dores  físicas, emocionais e mentais, resistências, críticas ou apoio à instituição. Foram mobilizados como fontes os relatórios dos presidentes da província – que possibilitarão discutir sobre a demanda por  um  espaço  específico  para  tratar  a  loucura,  que  emergiria  na  figura  do  Hospital  de Alienados, e posteriormente sobre os problemas deste espaço – e os artigos de periódicos – que  frequentemente  comparavam-no  ao  Hospital  Colônia,  propiciando  a  percepção  das disparidades  entre  as  estruturas  físicas  das  instituições.  Ademais,  são  utilizados  também como fonte os prontuários dos pacientes internados no Hospital Colônia, que submetidos à uma  análise  qualitativa,  possibilitarão  discutir  sobre  suas  práticas  médicas,  revelar  as continuidades  ou  descontinuidades  dessas  práticas  em  relação  ao  Hospital  de  Alienados, principalmente no que diz respeito aos comportamentos antissociais, e conceber as vivências dos pacientes na instituição.

MEMBROS DA BANCA:
Interno - 043.394.804-36 - FRANCISCO FIRMINO SALES NETO - UFCG
Interno - 1149464 - HELDER DO NASCIMENTO VIANA
Presidente - 1088824 - RAIMUNDO NONATO ARAUJO DA ROCHA
Interno - 1149437 - RAIMUNDO PEREIRA ALENCAR ARRAIS
Notícia cadastrada em: 16/11/2021 09:59
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa26-producao.info.ufrn.br.sigaa26-producao