PPGH/CCHLA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM HISTÓRIA DEPARTAMENTO DE HISTÓRIA Telefone/Ramal: Não informado https://posgraduacao.ufrn.br/ppgh

Banca de QUALIFICAÇÃO: MIRTHIS ELIZABETH COSTA DO NASCIMENTO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : MIRTHIS ELIZABETH COSTA DO NASCIMENTO
DATA : 25/06/2021
HORA: 14:30
LOCAL: VIDEOCONFÊNCIA
TÍTULO:

AS VOZES INSURGENTES DA AMÉRICA LATINA/ ABYA YALA: INTELECTUAIS INDÍGENAS NA CONTEMPORANEIDADE, O MAPA DA QUESTÃO (1970-2018).


PALAVRAS-CHAVES:

PALAVRAS CHAVE: Intelectuais indígenas; Abya Yala; Literatura indígena; Decolonialismo; Cartografias intelectuais.


PÁGINAS: 125
RESUMO:

O objetivo geral desta pesquisa é expor os processos de construção histórica e social dos intelectuais indígenas em diferentes contextos da América Latina/Abya Yala no período que vai de 1970 a 2018. O recorte temporal expõe três momentos importantes para a compreensão destes processos: o aumento do interesse dos indígenas no ensino superior; a emergência dos intelectuais indígenas e o destaque e atuação desses intelectuais em diversos espaços como representantes de seus povos. As obras de dois autores indígenas contemporâneos são utilizadas aqui como fontes principais e foram estudadas de maneira mais aprofundada: “Metade cara, metade máscara” de Eliane Potiguara e “Recado confidencial a los chilenos” do autor Elicura Chihuailaf. Estes dois autores possuem espaço central dentro da pesquisa, pois é a partir de suas obras que abordaremos mais a fundo as visões e perspectivas dos indígenas, visto que eles em suas posições - como intelectuais indígenas - assumem uma postura de militância e são tidos como representantes de seus povos, em suas localidades. Os autores usam o espaço poético como lugar de manifestação de suas identidades, ancestralidade e história. Para chegar ao objetivo geral delineamos os seguintes objetivos específicos: explorar como o processo de migração marca a trajetória e obra dos indígenas; analisar os discursos de Eliane Potiguara, Elicura Chiruailaf, e outros pensadores indígenas a fim de identificar quais os maiores desafios que enfrentam no ambiente acadêmico, levando em conta as especificidades de cada recorte; e por fim, expressar os significados e relevância da literatura indígena para o indígena contemporâneo. O resultado desses objetivos será um mapeamento que abarca as principais discussões teóricas acerca dos intelectuais indígenas no período que vai de 1970 à 2018. Expondo dentre outras questões a maneira como a intelectualidade indígena é constituída em diferentes contextos, e as relações desses pensadores com o espaço urbano, espaço acadêmico e espaço poético. Compreendendo, dessa forma, os processos de construção destes intelectuais e como a intelectualidade indígena se articula e constitui em diferentes contextos da América Latina/Abya Yala em espaços ainda marcados pela colonialidade.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1879280 - LIGIO JOSE DE OLIVEIRA MAIA
Interno - 2277360 - MAGNO FRANCISCO DE JESUS SANTOS
Presidente - 1675519 - SEBASTIAO LEAL FERREIRA VARGAS NETTO
Notícia cadastrada em: 16/06/2020 14:10
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa16-producao.info.ufrn.br.sigaa16-producao