PPGH/CCHLA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM HISTÓRIA DEPARTAMENTO DE HISTÓRIA Telefone/Ramal: Não informado https://posgraduacao.ufrn.br/ppgh

Banca de QUALIFICAÇÃO: ELIAN JERÔNIMO DE CASTRO JÚNIOR

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : ELIAN JERÔNIMO DE CASTRO JÚNIOR
DATA : 06/09/2018
HORA: 11:00
LOCAL: Auditório 3 - Instituto Ágora
TÍTULO:

Espaço Funerário na Alexandria Romana, séculos I e II d.C.: Análise Iconográfica da Tumba Principal de Kom el-Shoqafa


PALAVRAS-CHAVES:

Espaço Funerário – Alexandria – Emaranhamento Cultural – Análise Iconográfica.


PÁGINAS: 83
RESUMO:

Os períodos de dominação do Egito conhecidos como período Ptolomaico (300 a.C. – 30. a.C.) e Romano (30 a.C. – 395 d.C.) provocaram uma série de mudanças nessa sociedade, e consequentemente, em sua cultura. A cidade de Alexandria, centro político do governo dos Ptolomeus e capital da província no Período Romano, estava inserida no Delta, região que mais concentrava e difundia a população grega, macedônica e romana dentro do Egito.  Apesar dessa supremacia do elemento estrangeiro na administração política, assim como na valorização da identidade grega, muitos elementos da cultura egípcia permaneceram e se perpetuaram tanto na dominação macedônica quanto na romana. Aspectos religiosos são os mais notáveis, sobretudo no que diz respeito às crenças funerárias. Essa pesquisa busca investigar as interações culturais que acontecem no espaço funerário, tendo como objeto de estudo uma tumba localizada no sítio arqueológico de Kom el-Shoqafa, situado em Alexandria, cuja construção data entre os séculos I e II d.C.  Nossa ideia de espaço funerário consiste em entendê-lo tanto pelo viés arquitetônico e material quanto simbólico, este último de caráter mítico e sagrado. A partir de uma análise espacial e da iconografia presente na decoração dessa tumba, defendemos a ideia de que as culturas egípcia, grega e romana se integraram em um processo de emaranhamento, conceito criado pelo arqueólogo Phillip Stockhammer (2012).   O texto apresentado para a qualificação consiste nos capítulos 3 e 4. O terceiro capítulo traz uma discussão teórico-metodológica sobre imagem, arte e iconografia. O quarto capítulo consiste na análise do nosso corpus documental, que consiste em fotografias e desenhos arqueológicos referentes a tumba principal de Kom el-Shoqafa.



MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1518086 - FRANCISCO DAS CHAGAS FERNANDES SANTIAGO JUNIOR
Interno - 2009382 - LYVIA VASCONCELOS BAPTISTA
Presidente - 1543236 - MARCIA SEVERINA VASQUES
Notícia cadastrada em: 20/08/2018 14:53
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa20-producao.info.ufrn.br.sigaa20-producao