PPGH/CCHLA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM HISTÓRIA DEPARTAMENTO DE HISTÓRIA Telefone/Ramal: Não informado https://posgraduacao.ufrn.br/ppgh

Banca de QUALIFICAÇÃO: ANDRÉ LUÍS NASCIMENTO DE SOUZA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ANDRÉ LUÍS NASCIMENTO DE SOUZA
DATA: 14/08/2015
HORA: 14:00
LOCAL: Auditória A do CCHLA
TÍTULO:

A FORÇA DA JUREMA: ENTRE PALAVRAS E REPRESENTAÇÕES ESPACIAIS


PALAVRAS-CHAVES:

Catimbó-jurema; Espacialidades; Dinâmica religiosa; História Oral.


PÁGINAS: 60
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: História
RESUMO:

O catimbó-jurema é uma manifestação religiosa, cuja origem estaria relacionada aos grupos indígenas que um dia habitaram o Nordeste brasileiro. As pesquisas sobre esta modalidade religiosa vêm sendo documentadas há mais de 80 anos. Com intuito de contribuir com as discussões sobre a temática, que ainda são relativamente escassas, este trabalho revisita algumas das obras consideradas “clássicas” com objetivo de perceber os arranjos que o catimbó apresentava nas décadas de 1920/30, momento em que as pesquisas de Mário de Andrade, Roger Bastide e Câmara Cascudo foram realizadas. Assim, poderemos minimamente compreender os mecanismos de (re)atualização do culto agenciados pelos adeptos do catimbó e sua atuação no cenário religioso contemporâneo. A liturgia juremeira delega considerável importância às “cidades encantadas”, elas são a morada dos mestres espirituais, o lugar de onde emerge toda a "ciência” desses guias. Tendo como base os discursos dos juremeiros, traçaremos uma análise sobre a construção imaginária e imaginada desses espaços sagrados, atentando para suas possibilidades de representação material e imaterial das "cidades espirituais" com a intenção de apresentar uma “geografia do sobrenatural” no catimbó. Assim como a grande maioria das religiões mediúnicas/espiritualistas, o catimbó possui uma série de elementos que explicitam uma "autonomia da fé", cada casa ou terreiro pode elaborar de forma independente a sua própria dinâmica litúrgica buscando referências em outros locus. Discutiremos acerca dessa autonomia nos baseando no discurso defendido por um mestre juremeiro do município de Parnamirim-RN, para tanto, nos aportaremos na  metodologia da História Oral, modalidade história de vida.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1518086 - FRANCISCO DAS CHAGAS FERNANDES SANTIAGO JUNIOR
Externo ao Programa - 349700 - LUIZ CARVALHO DE ASSUNCAO
Presidente - 1675519 - SEBASTIAO LEAL FERREIRA VARGAS NETTO
Notícia cadastrada em: 12/08/2015 13:18
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa28-producao.info.ufrn.br.sigaa28-producao